Angela Merkel

Os dados estão lançados, que venham as eleições

A Alemanha está a fechar a campanha para eleições que no domingo deverão dar um novo mandato de chanceler, o terceiro, a Angela Merkel. A dúvida parece ser com quem é que a democrata-cristã irá governar. E se haverá saídas, ou entradas, de partidos no Parlamento: os Liberais, parceiros de coligação de Merkel, estão em riscos de sair. E o partido antieuro AfD parece estar a muito pouco de entrar. Ainda há muitos indecisos, e até domingo, muito pode mudar.

Chanceler pela Alemanha, diz simplesmente o cartaz. O programa da CDU para estas eleições é este: Angela Merkel. PÚBLICO/Nelson Garrido
Fotogaleria
Chanceler pela Alemanha, diz simplesmente o cartaz. O programa da CDU para estas eleições é este: Angela Merkel. PÚBLICO/Nelson Garrido

A Alemanha está a fechar a campanha para eleições que no Domingo deverão dar um novo mandato de chanceler, o terceiro, a Angela Merkel. A dúvida parece ser com quem é que a democrata-cristã irá governar. E se haverá saídas, ou entradas, de partidos no Parlamento: os Liberais, parceiros de coligação de Merkel, estão em riscos de sair. E o partido antieuro AfD parece estar a muito pouco de entrar. Ainda há muitos indecisos, e até Domingo, muito pode mudar.

As mãos em que está a Alemanha, num enorme cartaz no coração de Berlim, não muito longe do edifício do Parlamento e da chancelaria.
As mãos em que está a Alemanha, num enorme cartaz no coração de Berlim, não muito longe do edifício do Parlamento e da chancelaria. PÚBLICO/Nelson Garrido
O Partido Pirata, que pelas sondagens não parece conseguir entrar no Parlamento, tenta se a alternativa: entre os cartazes maiores a pedir voto n SPD ou CDU, a tirinha sugere: “ou os piratas”
O Partido Pirata, que pelas sondagens não parece conseguir entrar no Parlamento, tenta se a alternativa: entre os cartazes maiores a pedir voto n SPD ou CDU, a tirinha sugere: “ou os piratas” PÚBLICO/Nelson Garrido
Uma coligação Verde-Vermelho parece, pelas sondagens, estar fora de hipótese. O cenário mais previsível, segundo os últimos dados, seria uma “grande coligação”, mas os analistas estão cautelosos
Uma coligação Verde-Vermelho parece, pelas sondagens, estar fora de hipótese. O cenário mais previsível, segundo os últimos dados, seria uma “grande coligação”, mas os analistas estão cautelosos PÚBLICO/Nelson Garrido
Peer Steinbrück, candidato a chanceler pelo SPD, com um autocolocante do partido de extrema-esquerda Die Linke. O SPD tem recusado uma coligação com este partido a nível nacional
Peer Steinbrück, candidato a chanceler pelo SPD, com um autocolocante do partido de extrema-esquerda Die Linke. O SPD tem recusado uma coligação com este partido a nível nacional PÚBLICO/Nelson Garrido
Diaby tem uma cara que muitos eleitores não estão habituados a ver em cartazes ou panfletos políticos. Deverá ser o primeiro político de origem africana eleito deputado do Bundestag
Diaby tem uma cara que muitos eleitores não estão habituados a ver em cartazes ou panfletos políticos. Deverá ser o primeiro político de origem africana eleito deputado do Bundestag PÚBLICO/Nelson Garrido
Karamba Diaby, candidato do SPD na cidade de Halle (Saxónia-Anhalt), faz campanha e discute as preocupações dos cidadãos
Karamba Diaby, candidato do SPD na cidade de Halle (Saxónia-Anhalt), faz campanha e discute as preocupações dos cidadãos PÚBLICO/Nelson Garrido
O SPD está a focar-se em temas sociais – no estado-federado da Saxónia-Anhalt há muitos trabalhos mal pagos
O SPD está a focar-se em temas sociais – no estado-federado da Saxónia-Anhalt há muitos trabalhos mal pagos PÚBLICO/Nelson Garrido
A campanha não é toda feita nos grandes comícios. Muitas vezes, há proximidade entre os candidatos e os eleitores do seu círculo, como no caso de Karamba Diaby em Halle
A campanha não é toda feita nos grandes comícios. Muitas vezes, há proximidade entre os candidatos e os eleitores do seu círculo, como no caso de Karamba Diaby em Halle PÚBLICO/Nelson Garrido
O partido antieuro Alternativa para a Alemanha está a apostar em ser a surpresa destas eleições
O partido antieuro Alternativa para a Alemanha está a apostar em ser a surpresa destas eleições PÚBLICO/Nelson Garrido
O partido foi fundado por economistas e académicos mas na campanha deixou a imagem séria e usou pantominas para fazer passar a mensagem de recusa do euro
O partido foi fundado por economistas e académicos mas na campanha deixou a imagem séria e usou pantominas para fazer passar a mensagem de recusa do euro PÚBLICO/Nelson Garrido
Bernd Lucke, o líder do partido, diz que não se pode dizer que não há alternativa aos resgates ao euro
Bernd Lucke, o líder do partido, diz que não se pode dizer que não há alternativa aos resgates ao euro PÚBLICO/Nelson Garrido
Ainda que apenas uma das mais recentes sondagens lhe dê 5%, o mínimo para entrar no Parlamento, analistas dizem que poderá estar subrepresentado nos inquéritos de opinião
Ainda que apenas uma das mais recentes sondagens lhe dê 5%, o mínimo para entrar no Parlamento, analistas dizem que poderá estar subrepresentado nos inquéritos de opinião PÚBLICO/Nelson Garrido
Muitos apoiantes dizem estar fartos, notando que a Alemanha demorou uma semana a aprovar o mecanismo europeu de solidariedade e meses para um aumento de 5 euros mensais no subsídio de desemprego
Muitos apoiantes dizem estar fartos, notando que a Alemanha demorou uma semana a aprovar o mecanismo europeu de solidariedade e meses para um aumento de 5 euros mensais no subsídio de desemprego PÚBLICO/Nelson Garrido
Partido satírico Die Partei tem slogans como “Merkel é parva” ou “Turroristas vão para casa”
Partido satírico Die Partei tem slogans como “Merkel é parva” ou “Turroristas vão para casa” PÚBLICO/Nelson Garrido
 O líder do Partido diz que “tem sede de poder como todos os outros” mas “quer chegar lá por meios satíricos”
O líder do Partido diz que “tem sede de poder como todos os outros” mas “quer chegar lá por meios satíricos” PÚBLICO/Nelson Garrido
Martin Sonneborn, líder do partido satírico, promete “trabalhar completamente sem conteúdo”. É uma crítica aos frequentes volte faces nos partidos alemães
Martin Sonneborn, líder do partido satírico, promete “trabalhar completamente sem conteúdo”. É uma crítica aos frequentes volte faces nos partidos alemães PÚBLICO/Nelson Garrido
Die Partei está ligado à revista satírica Titanic, por isso consegue pegar na imagem totalitária (chama-se “O Partido”) sem grande polémica
Die Partei está ligado à revista satírica Titanic, por isso consegue pegar na imagem totalitária (chama-se “O Partido”) sem grande polémica PÚBLICO/Nelson Garrido
Político dos Verdes ganha um novo adereço num cartaz. O partido, que já esteve no Governo até 2005, está agora com apenas 8% a 10% nas sondagens
Político dos Verdes ganha um novo adereço num cartaz. O partido, que já esteve no Governo até 2005, está agora com apenas 8% a 10% nas sondagens PÚBLICO/Nelson Garrido
A campanha começou morna, mas foi ganhando interesse com sondagens a darem uma maioria mínima, ou mesmo uma minoria, ao actual Governo de coligação CDU-Liberais
A campanha começou morna, mas foi ganhando interesse com sondagens a darem uma maioria mínima, ou mesmo uma minoria, ao actual Governo de coligação CDU-Liberais PÚBLICO/Nelson Garrido
Rainer Brüderle, líder dos liberais: “Alemanha forte em vez de Vermelho-Vermelho-Verde”, como seria uma coligação com os partidos da oposição
Rainer Brüderle, líder dos liberais: “Alemanha forte em vez de Vermelho-Vermelho-Verde”, como seria uma coligação com os partidos da oposição PÚBLICO/Nelson Garrido
Apesar de tudo, os Verdes insistem que a mudança é possível
Apesar de tudo, os Verdes insistem que a mudança é possível PÚBLICO/Nelson Garrido
Os Verdes têm também cartazes anti-nazis pela cidade de Berlim. A extrema-direita não é um problema nas eleições nacionais – nas últimas o principal partido, o NPD, ficou-se por 1,5%
Os Verdes têm também cartazes anti-nazis pela cidade de Berlim. A extrema-direita não é um problema nas eleições nacionais – nas últimas o principal partido, o NPD, ficou-se por 1,5% PÚBLICO/Nelson Garrido
A última cena no comício do AfD em Berlim: a fogueira é a crise, as notas o dinheiro alemão que a tenta apagar
A última cena no comício do AfD em Berlim: a fogueira é a crise, as notas o dinheiro alemão que a tenta apagar PÚBLICO/Nelson Garrido
A conclusão do partido antieuro é esta: por mais dinheiro que se lance para o fogo, ele não se extingue
A conclusão do partido antieuro é esta: por mais dinheiro que se lance para o fogo, ele não se extingue PÚBLICO/Nelson Garrido
Sugerir correcção