Produtores do Douro juntam-se para fazer vinho do Porto em acção solidária

Uvas serão pisadas por representantes de cada uma das 21 casas envolvidas no projecto.

A produção estagnou, mas exportações crescem
Foto
A produção estagnou, mas exportações crescem Paulo Ricca/Arquivo

Vinte e um produtores de vinho do Douro juntam-se no domingo, em Alijó, para pisar o vinho do Porto “O-port-unidade” que será vendido para angariar receitas para a associação Bagos d'Ouro, anunciou nesta quinta-feira a organização.

O projecto “O-port-unidade” é organizado pela World of Port, uma escola de formação sobre vinho do Porto, e conta com o apoio do Instituto dos Vinhos do Douro e do Porto (IVDP). Esta iniciativa partiu de Axel Probst, que lidera esta escola, localizada na Alemanha.

O vinho do Porto “O-port-unidade” será pisado nos lagares redondos de Vale Mendiz, concelho de Alijó, por um representante de cada uma das casas convidadas. Depois, as garrafas deste produto serão vendidas e leiloadas e as receitas do projecto serão doadas à Associação Bagos d'Ouro, uma organização de solidariedade que apoia crianças e jovens desfavorecidos do vale do Douro.

A organização refere que o nome “O-port-unidade” exprime a unidade dos produtores de vinho do Porto na manufactura de um Porto “muito especial”, assim como "a oportunidade de fazer algo, no plano criativo e solidário, na Região Demarcada do Douro".

A Bagos d'Ouro intervém junto das crianças e jovens, acompanhando o seu percurso escolar e apostando na criação de oportunidades para o desenvolvimento de projectos de vida de sucesso. Esta organização escolheu o Douro para a actuar porque a região está entre as 30 mais pobres das 254 regiões da Europa. O índice médio de poder de compra no Douro é 32% inferior à média nacional e, em Trás-os-Montes e Alto Douro, encontram-se as maiores taxas de consumo de álcool do país (65%).