Almoço em Fátima agita campanha de Gaia

Foto
Carlos Abreu Amorim foi o único convidado pela junta de Pedroso

A presença de Carlos Abreu Amorim num almoço, ontem, perto de Fátima com 1700 idosos de Gaia, voltou a dar confusão. O ambiente aqueceu quando se tornou pública a presença do candidato da coligação PSD/CDS-PP à autarquia de Gaia.

Depois da atribuição de prémios a alguns dos idosos presentes no almoço, a secretária da assembleia de freguesia de Pedroso, Susana Cavadas, abordou Carlos Abreu Amorim, tentando perceber em que qualidade é que ele se encontrava naquele almoço, que foi pago integralmente pela junta de freguesia, de acordo com relatos feitos ao PÚBLICO. O candidato da coligação "Gaia na Frente" disse ter sido convidado pela junta.

A secretária da assembleia de freguesia de Pedroso dirigiu-se, então, ao presidente da junta, António Tavares, questionando-o sobre as razões da presença do candidato do PSD. Nessa altura, houve quem tentasse impedi-la de falar para não perturbar o convívio, mas a autarca não se deixou intimidar e questionou António Pedroso, afirmando "ser eticamente reprovável e injusto que o candidato do PSD tivesse sido convidado". Mas antes de o fazer, disse publicamente para a largarem, senão chamava a polícia. Susana Cavadas ainda tentou segurar o microfone que estava nas mãos do presidente da junta, mas sem sucesso, até porque o autarca na altura falava em cima de uma cadeira. Mas não deixou de dizer o que pensava aos participantes no almoço.

Em declarações ao PÚBLICO, Susana Cavadas, apoiante da candidatura independente de José Guilherme Aguiar, disse que não podia aceitar que Carlos Abreu Amorim, com quem falou ontem pela primeira vez, participasse num almoço-convívio com 1700 idosos de Pedroso e os outros candidatos não tivessem a mesma oportunidade. "Quando entrei na sala e vi o dr. Carlos Abreu Amorim, manifestei-lhe o meu descontentamento por ele estar ali, até porque ele não é de Pedroso", afirmou a autarca, revelando que houve outras pessoas que estavam no almoço que lhe deram razão. Susana revelou, por outro lado, que ao contrário do que aconteceu há uma semana com os idosos de Grijó, o passeio de ontem "teve custo zero para os idosos", que se fizeram transportar em 32 autocarros.

O candidato do PS à Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, revelou ao PÚBLICO que hoje mesmo vai avançar com um processo-crime contra a Junta de Freguesia de Pedroso por peculato e por uso indevido de dinheiros públicos para fins pessoais e partidários. Paralelamente, Eduardo Vítor Rodrigues vai apresentar uma queixa na Comissão Nacional de Eleições para que o "pagamento das despesas do passeios dos 1500 idosos a Fátima seja feito pela Junta de Freguesia de Pedroso".

"O que tem vindo a acontecer é vergonhoso, porque estão a partidarizar este tipo de iniciativas e a transformá-las em comícios", criticou o cabeça de lista do PS à câmara, censurando a atitude do presidente da junta de freguesia por ter convidado o seu adversário a estar presente.

Carlos Abreu Amorim negou ter havido qualquer "burburinho" devido à sua presença e diz mesmo ter sido "muito bem acolhido". Mais, diz que não era o único candidato presente: "Houve uma senhora na sala que faz parte de uma lista independente candidata à câmara que se pôs para lá a falar sozinha", disse. Mas "correu tudo muito bem", garante.