Paulo Werneck é o novo curador da Festa Literária Internacional de Paraty

A próxima edição do mais importante festival literário brasileiro irá acontecer na primeira quinzena de Agosto de 2014.

Foto
Paulo Werneck, o novo curador da FLIP Dr

O jornalista e editor brasileiro Paulo Werneck é o novo curador da Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP), foi esta segunda-feira anunciado pela organização. Miguel Conde, que foi curador das edições de 2012 e de 2013, já se tinha despedido em Agosto daquele que é o mais importante festival literário brasileiro pois irá trabalhar para a editora Rocco.

Paulo Werneck será curador da 12ª edição, a decorrer em Agosto de 2014, e que ainda não tem escolhido o autor homenageado. Werneck tem 35 anos, trabalhou durante onze anos em edição, nomeadamente em duas das mais importantes editoras brasileiras, a Companhia das Letras (onde foi editor-assistente) e a Cosac Naify (onde foi editor de literatura).

Nos últimos três anos e até Agosto passado foi editor da Ilustríssima, o caderno literário que sai aos domingos no jornal brasileiro Folha de S. Paulo. É também tradutor literário e co-autor do livro Cabras – Caderno de Viagem (Unisol, 1999), com Antonio Prata, Chico Mattoso  e Zé Vicente.

O director-geral da FLIP, Mauro Munhoz, explica no comunicado enviado esta segunda-feira à imprensa que “o convite a Paulo Werneck seguiu o mesmo critério das escolhas anteriores, aliando vivência no meio literário, sólida formação em literatura e sintonia com as tendências editoriais mundiais. “A alternância na posição de curador é uma tradição da FLIP e nos permite acrescentar novos olhares à programação, mantendo a diversidade de pontos de vista que sempre caracterizou a Festa”, diz Munhoz.

O novo curador foi a quase todas as edições da Festa Literária Internacional de Paraty, onde participou como editor, jornalista ou espectador. E por isso recebeu este convite com entusiasmo. “A FLIP é um dos espaços em que a cultura brasileira se afirma de forma mais democrática, aberta, plural. Na FLIP fiz descobertas literárias e conheci mestres da vida inteira. Minha geração se desenvolveu tendo a FLIP como referência. Por tudo isso, é uma convocação intelectual desafiadora”, acrescenta Paulo Werneck no mesmo comunicado.

Ao longo dos anos, pela Festa Literária Internacional de Paraty, que nasceu há dez anos no Brasil por iniciativa daquela que era a editora do colosso Harry Potter, Liz Calder, inspirada no britânico Hay Festival, já passaram vários curadores : Flávio Pinheiro  (2003 e 2004), Ruth Lanna ( 2005 e 2006), Cassiano Elek Machado  (2007), Flávio Moura ( 2008 a 2010), Manuel da Costa Pinto ( 2011) e por fim, Miguel Conde ( 2012 e 2013).

Em Outubro pela primeira vez a FLIP vai atravessar o Atlântico e aterrar no Reino Unido. O festival literário Flipside vai ser, segundo Liz Calder, “uma celebração da riqueza cultural brasileira no coração da Inglaterra”. Acontecerá em Snape Maltings, Suffolk, na costa Leste de Inglaterra, no primeiro fim-de-semana de Outubro, de 4 a 6. E terá a participação de autores britânicos que já participaram na FLIP como convidados e de escritores e músicos brasileiros.