Lucas e Ruben fizeram do YouTube uma sala de cinema

Esta produtora tem uma longa-metragem no YouTube com quase 200 mil visualizações. "O Discípulo" custou 100 euros (para a compra de um microfone e algum dinheiro para gasóleo)

Lupper TV fez do YouTube uma sala de cinema. O projecto, criado por dois jovens amigos, Lucas Lopes (18 anos) e Ruben Valle (19), nasceu há um ano com a intenção de ambos exibirem os seus trabalhos de realizador e de actor. Começaram pelas curtas-metragens, mas atingiram o sucesso quando lançaram a primeira longa-metragem e desencaderam uma onda de seguidores quer no YouTube quer nas redes sociais.

Se, inicialmente, o que os movia era "fazer vídeos para o pessoal se divertir", com "O Discípulo", uma longa-metragem com cerca de 200 mil visualizações no YouTube, os objectivos alteraram-se. É claro que continuam a fazer curtas, mas o que esperam agora conseguir é produzir mais longas-metragens nos próximos tempos. O YouTube revolucionou o modo como se chega ao público? "[O YouTube] tem tudo para passar a ser a plataforma de eleição para exibir o trabalho sem depender da televisão e do circuito cinematográfico habitual", responde Lucas Lope, o realizador.

A Lupper TV, que, neste momento, conta com mais dois colaboradores (Pedro Lemos e Jorge Martins), conseguiu fazer "O Discípulo" sem grandes meios, apenas com 100 euros para a compra de um microfone e algum dinheiro para gasóleo. No entanto, a longa-metragem esteve próxima de não se realizar, já que a lente da câmara se partiu no segundo dia de gravações. "Se não fosse a ajuda da Rute Moreira, do programa da TVI "A verdade de cada um", que conseguiu emprestar-nos uma lente, "O Discípulo" podia não ter saído", acrescentam.

Mas os membros da  Lupper TV são persistentes e não se deixam abater com as contrariedades. E afirmam que "há condições para mais gente entrar neste mercado. Até porque a televisão não está a recrutar pessoas como fazia no passado e o dinheiro para este tipo de projectos é inexistente". Para estes produtores audiovisuais, "as pessoas só têm que pegar na câmara e fazer, fazer cada vez mais". E ressalvam que "já há muitos portugueses com canais no YouTube com um grande trabalho, como o Nurb ou o Miguel Luz".

Com o sucesso que tiveram no YouTube, o fenómeno cresceu e "O Discípulo" teve ante-estreias em várias salas do país, sendo que em Lisboa a lotação esgotou e algumas pessoas tiveram mesmo que ficar sentadas no chão. Embora tenham tido algum lucro com as ante-estreias, essa quantia apenas deu para pagar a lente que tinham partido. Mas o apetite criativo destes jovens produtores não pára. Neste momento, a produtora encontra-se a produzir uma curta-metragem de comédia que terá entre 45 a 50 minutos, mas que ainda não tem data de lançamento.

"Mafia Boy", com Rui Unas

No entanto, Lucas Lopes, o realizador da Lupper TV, tem desenvolvido outros projectos a título pessoal. O primeiro deles, "Mafia Boy", é uma curta-metragem que tem como elenco o Rui Unas, Rita Camarneiro, Ronaldo Bonachi e Ruben Valle (membro da Lupper TV).

Em conversa com o P3, o realizador conta que durante a gravação do programa Splash, da SIC, apresentou o guião a Rui Unas. Embora este se tenha rido e declinado participar no projecto, o jovem realizador fez finca-pé e disse-lhe para ir ver os vídeos que tinham produzido. Segundo Lucas Lopes, "o Rui Unas viu os vídeos e gostou", tendo aceitado entrar na nova curta-metragem que já se encontra gravada, só faltando mesmo escolher a plataforma em que vai ser exibida.

Segundo o próprio, trabalhar com o conhecido actor e apresentador de televisão "foi uma experiência fantástica, até porque ele está sempre a animar as gravações". "Mesmo tendo interpretado uma personagem séria, quando a câmara parava ele não resistia a mandar uma piada", acrescenta.

Em paralelo, Lucas Lopes está também a desenvolver o romance "Vale a pena tentar". Esta longa-metragem ainda não tem data de lançamento, mas o realizador disse ao P3 que espera começar a filmar já em Outubro deste ano. Objectivos? "Espero que este filme consiga entrar directamente nas salas de cinema por todo o país".