Gil Vicente impõe primeira derrota ao Braga, mesmo a jogar com nove

Golo de Luan Scarpolan, aos 66', rendeu vitória a João de Deus no "derby" minhoto.

Foto
Foto: Hugo Correia/Reuters

Um golo de Luan Scarpolan garantiu a vitória do Gil Vicente sobre o Sporting de Braga este domingo, em jogo da terceira jornada da I Liga de futebol, em que os gilistas jogaram com nove elementos durante mais de meia hora.

A grande figura do encontro acabou por ser o guarda-redes brasileiro Adriano Facchini, que evitou, inúmeras vezes, o golo do Sporting de Braga.

O encontro iniciou-se numa toada de equilíbrio com o primeiro sinal de perigo a pertencer aos donos da casa, que aos 14 minutos criaram a primeira situação de perigo, com Joãozinho a desviar o remate de Bruno Moraes.

Aos poucos os bracarenses foram subindo de rendimento e obrigaram o Gil Vicente a recuar no terreno, abdicando praticamente de atacar e fazendo-o apenas a espaços, em ténues lances de contra-ataque.

Aos 28 minutos Filipe Pardo apareceu desmarcado na área gilista, mas Adriano Facchini, com uma grande defesa, negou o golo ao colombiano do Braga.

O guarda-redes gilista esteve em grande evidência nos momentos finais da primeira parte, com uma série de grandes intervenções, a negar o golo ao adversário.

Na segunda parte, o Gil Vicente ficou com a vida muito complicada, ao ficar sem os dois centrais no espaço de cinco minutos.

Danielson viu o segundo cartão amarelo aos 52 minutos e Halisson o vermelho direto aos 57'.

Mesmo reduzida a nove elementos, a equipa gilista conseguiu reagir e adiantar-se no marcador aos 66 minutos. César Peixoto apontou um livre do lado direito e junto ao primeiro poste, Luan desviou de cabeça.

Até final, foi incrível o espírito de sacrifício dos homens comandados por João de Deus, perante o sufoco ofensivo do Braga, com Facchini a manter as suas redes invioladas.