Nuno Martins
Foto
Nuno Martins

Red Trio

Café Lusitano

O RED trio explora uma das mais proliferas formações do jazz: piano + contrabaixo + bateria. Ao invés de se estabelecer um diálogo privilegiado do piano suportado por uma secção rítmica, o RED trio procura explorar uma improvisação simbiótica e interactiva entre os três instrumentos, não havendo predominância de um instrumento sobre o outro. A sonoridade do trio caracteriza-se, então, pela sua coesão tímbrica e rítmica, funcionando como um todo.

Rodrigo Pinheiro

Começou os seus estudos musicais ao 5 anos de idade no Conservatório de Música da Covilhã e no Conservatório Nacional de Lisboa que frequentou até aos 18 anos. Estudou e participou em worshops de improvisação com Patrick Brennan, Carlos Zíngaro, Peter Kowald, Gunther Müller. Desde 1993 que tem colaborado regularmente com vários músicos na área das novas músicas improvisadas entre os quais se destacam Américo Rodrigues, José Oliveira, Nuno Rebelo, Rodrigo Amado, José Miguel Pinto, Ernesto Rodrigues, John Butcher, Hiroshi Kobayashi, Jason Stein, Cristin Wilboltz, Patrick Brennan, Nobuyasu Furuya, Miguel Pereira e Nathan Fuhr. Integrou "Cobra Portuguese Ensemble" dirigido por John Zorn que se apresentou na Casa da Música no Porto.

Hernani Faustino


Músico autodidacta. Fundou o RED trio com o pianista Rodrigo Pinheiro e o baterista Gabriel Ferrandini. Actualmente faz também parte do trio/quinteto do saxofonista japonês Nobuyasu Furuya. Fez parte da Viariable Geometry Orquestra dirigida por Ernesto Rodrigues e actualmente desenvolve trabalho com: Rafael Toral, Quarteto de Rodrigo Amado, o duo FALAISE com o saxofonista Pedro Sousa e com o quateto Clocks and Clouds. Em concerto já actou ao lado dos músicos: John Butcher, Nate Wooley, Mats Gustafsson, Carlos Zíngaro, Jason Stein, Robert Mazurek, Jon Irabagon, Daniel Carter, Gail Brand, Jon Raskins, Chris Corsano, Neil Davidson, Harris Eisenstadt, Dennis Gonzalez, Heddy Boubaker, Taylor Ho Bynum, Katsura Yamauchi, Nikolaus Gerszewski entre muito outros.

Gabriel Ferrandini

Começou a tocar bateria aos 14 anos, iniciando os seus estudos musicais na Crescendo de São João do Estoril. Aos 19 anos inicia estudos na escola do Hot Clube onde esteve um ano e meio. Em 2006 entrou na Academia de Amadores de Música onde estuda até aos dias de hoje, tendo como professor Alexandre Frazão. Em 2007 realizou um workshop com o baterista Paal Nilssen-Love. Ao longo do final do ano 2007 e até à data tem participado em vários concertos com múltiplos projectos ao lado de: Nobuyasu Furuya Trio, Rodrigo Amado Motion Trio, Alípio C. Neto, Carlos Zíngaro, DJ Ride, Variable Geometry Orchestra, Riot Trio, Luís Lopes Duo, John Butcher, Jason Stein, Jon Irabagon, Septeto de Ernesto Rodrigues e o Nikolaus Gerszewski Ensemble.