Principais incidentes no combate a fogos em 2013

No local estiveram 36 bombeiros apoiados por sete viaturas
Foto
No local estiveram 30 bombeiros voluntários Ana Banha/Arquivo

Pelo menos nove bombeiros ficaram hoje feridos, um dos quais com gravidade, depois de terem sido cercados pelo fogo que lavra na Serra do Caramulo, no concelho de Tondela, e um bombeiro estava, às 17h, dado como desaparecido.

Cronologia dos principais incidentes no combate a fogos em 2013:

31 de Janeiro: Dois bombeiros de Vila do Conde foram transportados ao hospital local, com ferimentos ligeiros, após a explosão de uma botija de gás num armazém de calçado da zona industrial da Varziela, que tinha ardido durante a noite.

2 de Fevereiro: Dois bombeiros ficaram feridos, um deles com gravidade, mas sem correr risco de vida, no combate a um incêndio que destruiu uma habitação em Santa Maria da Feira e desalojou uma idosa.

1 de Maio: Dois bombeiros, de 46 e 24 anos, sofreram uma queda de cerca de três metros quando combatiam um incêndio num edifício de escritórios do centro da cidade de Viana do Castelo, tendo um deles fracturado duas costelas.

16 de Junho: Uma mulher de 78 anos ficou desalojada e um bombeiro sofreu ferimentos ligeiros devido a um incêndio numa habitação em Coimbra. O elemento dos Bombeiros Voluntários de Coimbra foi transportado às urgências para ser tratado a ferimentos ligeiros numa perna.

4 de Julho: Um bombeiro sofreu queimaduras numa mão e outro ficou intoxicado num incêndio no concelho de Nelas, em Viseu.

5 de Julho: Um homem morreu e um bombeiro sofreu ferimentos ligeiros num incêndio que deflagrou no primeiro piso de um edifico de escritórios em S. Mamede Infesta, Matosinhos.

9 de Julho: Cinco bombeiros ficaram intoxicados num incêndio que deflagrou num aterro de resíduos industriais na Chamusca, em Santarém. O Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) informou que eram “situações sem gravidade”.

13 de Julho: Uma ambulância dos bombeiros de Pombal que se dirigia para o local onde tinham ocorrido dois acidentes, no IC2, em Tinto, na freguesia da Redinha, colidiu com uma viatura ligeira, causando dois feridos ligeiros, um dos quais um bombeiro.

30 de Julho: Um veículo dos bombeiros foi destruído pelas chamas durante o combate a um incêndio que lavrava na Atalaia, no concelho de Vila Nova da Barquinha, distrito de Santarém.

1 de Agosto: Três bombeiros de Miranda do Douro, de 25, 32 e 45 anos, ficaram feridos no combate a um incêndio e foram transferidos para o Hospital da Prelada, no Porto. O mais velho e o mais novo estavam em estado “muito grave” e com prognóstico “muito reservado”.

4 de Agosto: António Nuno Ferreira, de 45 anos, operador de central no quartel dos bombeiros de Miranda do Douro, que se encontrava internado no Hospital da Prelada, não resistiu às queimaduras que lhe cobriam mais de 90 por cento do corpo e faleceu durante a madrugada. O outro bombeiro, Daniel Falcão, de 25 anos, mantinha uma "situação clínica grave" e um prognóstico com "muitas reservas".

6 de Agosto: Uma viatura dos bombeiros de Alcobaça despistou-se no centro da cidade, provocando ferimentos ligeiros em quatro ocupantes.

9 de Agosto: Três bombeiros ficaram feridos na sequência de um incêndio que lavrou durante a madrugada no concelho de Mangualde: dois sofreram queimaduras ligeiras nos membros inferiores e um outro ficou intoxicado devido à inalação de fumo.

10 de Agosto: Três carros de bombeiros foram consumidos pelas chamas no incêndio que lavrava na localidade de Carvoeira, Penacova, mas não causaram vítimas.

11 de Agosto: Quatro bombeiros de Vila Nova de Poiares foram assistidos no hospital, depois de quatro viaturas terem sido queimadas num incêndio que lavrava em Penacova.

13 de Agosto: Um bombeiro de Celorico de Basto, de 29 anos, foi atropelado por uma viatura da corporação durante o combate a um incêndio na freguesia de Arnoia. Ficou internado no hospital de Guimarães devido a "ferimentos muito graves" e, embora não corresse perigo de vida, tinha prognóstico reservado.

15 de Agosto: Um bombeiro de 40 anos morreu ao início da tarde num incêndio que lavrava na Coutada, no concelho da Covilhã, em Castelo Branco.

20 de Agosto: O bombeiro de 36 anos da corporação de Miranda do Douro que ficara ferido no incêndio de Cicouro, e que se encontrava internado no Hospital da Prelada, teve alta.

21 de Agosto: Três bombeiros ficaram feridos num incêndio em Trancoso, no distrito da Guarda. Um deles, ferido com gravidade, foi transferido para os Hospitais da Universidade de Coimbra e encontrava-se com prognóstico reservado.

22 de Agosto: O combate a um incêndio em Sobredo/Noura, no distrito de Vila Real, feriu três bombeiros, obrigando um deles a receber assistência devido a uma intoxicação.

22 de Agosto: Uma bombeira morreu no combate a um incêndio que lavra na Serra do Caramulo, no concelho de Tondela, e outros seis bombeiros que integravam o grupo ficaram feridos, dois deles gravemente.