Fotogaleria
Dato Daraselia Os skates da MILF podem ser adquiridos na loja online
Fotogaleria
Dato Daraselia

MILF: skates unisexo "made in Portugal"

Jovem designer criou marca de skates: a MILF nasceu da fusão entre o design e o seu carinho pelas "tábuas", que usa desde miúdo

O nome é curioso e até pode suscitar algumas dúvidas. A MILF, que numa outra interpretação pode significar "mother I'd like to fuck", é uma recente marca de skates criada pelo designer Diogo Frias. Esta linha de skate de "cruising" (passeio) foi inspirada nos anos 60/70 e daí o seu toque minimalista e traços clássicos - o revivalismo dessa época, sobretudo a contra-cultura que a marcou, foram fundamentais para o trabalho de Diogo. 

Este designer, que estudou no Porto (onde tirou licenciatura e fez pós-graduação em Design de Produto (ESAD / FBAUP) e mestrado em Design Indústrial (FEUP)), tem desenvolvido projectos relacionados com o design de mobiliário, mas criou também rótulos para vinhos, compotas, entre outros. Sempre foi uma ambição sua criar um produto único e uma marca de raiz: "Queria diferenciar-me", disse ao P3. Após um estágio no Brasil, com Domingos Tótora, regressou com vontade de criar a MILF. Chegado a Portugal, viu que havia agora muitos locais favoráveis à prática do "cruising".

Contactou a Valchromat, uma empresa que fabrica fibras de madeira com pigmentos, após ter experimentado a cortiça, que não favorecia a funcionalidade do produto. Estava assim encontrado um dos materiais dos skates MILF. "No fundo, utilizamos o produto da Valchromat para uma outra finalidade: não é um móvel, é um skate.", disse Diogo Frias ao P3.

"Sandwich" perfeita

Diogo e a sua equipa, juntamente com a Camila Móveis, associaram vários materiais até encontrar uma "sandwich" perfeita, que iria potenciar a qualidade estética e funcional (flexibilidade) do produto. Auto-denominam-se de "SkateBoard Tailors", porque juntam as peças e cortam-nas. São eles que fazem a lixagem e o envernizamento. Tudo o resto é processo industrial, demorado, mas que está pensado para a produção em série. O produto é completamente "made in portugal" e Diogo garante que "estes skates são únicos no mundo".

Os ensaios começaram em Outubro de 2012 e em Abril de 2013 o skate estava completamente desenvolvido. "No espaço de duas semanas", recorda diogo, "pus sete amigas minhas a andar de skate: é extremamente fácil, o skate é muito estável". O P3 confirma: não caímos uma única vez. 

"Este skate agrada tanto ao sexo feminino como masculino", diz, sublinhando ter conhecido "pessoas de 40/50 anos que queriam fazer skate e que não o faziam porque não se identificavam com a imagem muito gráfica de outros skates".

A marca foi lançada no dia 1 de Junho, no Porto, com a promoção do primeiro modelo da MILF: o Bullock (78cm). Este skate, com cores castanho chocolate e, recentemente, cinzento cimento, custa 79 euros (só a tábua) e 229 euros (peça completa). Vergara (110cm), Longoria (62cm) são os nomes dos skates que se seguem. Em breve, haverá edições especiais de modelos realizados por quatro artistas portugueses.