Submarino Barracuda faz uma curta e última viagem na quinta-feira

Após mais de quarenta anos de serviço, submarino vai integrar o núcleo do Museu da Marinha em Cacilhas, Almada.

Fotogaleria
O Barracuda "passou à reforma" em 2010 Rui Gaudêncio
O <i>Barracuda>/i> "passou à reforma" em 2010
Fotogaleria
O Barracuda>/i> "passou à reforma" em 2010 Rui Gaudêncio

O submarino Barracuda realiza nesta quinta-feira a sua última viagem, da Base Naval de Lisboa até Cacilhas, onde ficará aberto ao público, integrado no núcleo museológico do Museu de Marinha.

Após mais de quarenta anos ao serviço da Marinha, o Barracuda (que deixou de estar ao serviço em 2010) fará a sua derradeira viagem na quinta-feira à tarde, num curto trajecto entre o Alfeite e o núcleo museológico do Museu da Marinha em Cacilhas.

Segundo um comunicado da Armada, o submarino ficará “aberto ao público juntamente com a fragata D. Fernando II e Glória”, dando seguimento a um protocolo assinado em 2011 entre o ramo e a Câmara Municipal de Almada. Desde a assinatura deste protocolo “foram efectuadas diversas acções de desassoreamento do canal de acesso e da antecâmara da doca” e “a substituição da comporta” de modo a tornar possível “a entrada em doca e musealização do Barracuda”.

A Marinha refere que depois de ser instalado na zona ribeirinha, junto ao Farol de Cacilhas, o submarino ficará “equipado como se fosse participar em missões, tendo no entanto sido reestruturado de modo a garantir a abertura a visitas”.
 
 

Sugerir correcção