Público/arquivo
Foto
Público/arquivo

Aluno de Coimbra premiado em concurso mundial de contos em alemão

António está agora em Berlim a aproveitar o prémio a que tem direito. Durante um mês estudará no instituto Berliner ID

António Conduto Oliveira, um aluno da Universidade de Coimbra, foi premiado num concurso mundial de contos em alemão. O conto “Pieter der Uhrmacher” ("Pieter o Relojoeiro") destacou-se entre os cerca de 200 participantes, oriundos de 38 países, e conquistou o terceiro lugar no concurso “Ein Märchen wandert um die Welt” (“Um Conto atravessa o Mundo”).

António, de 21 anos, natural de Leiria, estuda na Faculdade de Letras no curso de Línguas modernas. Sempre quis ser tradutor de Português - Inglês (a língua de Shakespeare é a sua grande paixão) e por isso seguiu a variante de tradução. Estudar tradução implicava a escolha de uma segunda língua e a curiosidade levou-o a aventurar-se no ensino do alemão, que considera “uma língua extremamente difícil”.

O concurso em que foi premiado foi apresentado à sua turma pela professora Barbara Bichler, docente no DAAD (Serviço Alemão de Intercâmbio Académico) entidade organizadora do concurso. Da sua turma surgiram três participantes que contaram com o auxílio extra da professora.

PÚBLICO -
Foto
António Conduto Oliveira DR

Com base no famoso conto “Flautista de Hamelin” , da colecção dos Irmãos Grimm, os participantes teriam que inventar uma história considerando que as crianças que o flautista seduziu com a sua música tinham conseguido fugir da montanha. A intenção era criar uma personagem que fosse uma dessas crianças e a partir dela criar um conto.

António criou um menino chamado Pieter que se tornou relojoeiro, e foi com Pieter que o estudante de Coimbra se destacou a nível internacional. O estudante conta ao P3 que “não estava nada à espera”, uma vez que esteve “relutante em relação à participação”, porque achava o seu domínio do alemão “insuficiente para criar uma história com pés e cabeça”.

António está agora em Berlim a aproveitar o prémio a que tem direito. Durante um mês estudará no instituto Berliner ID e poderá ainda visitar Colónia e Bona, onde será a gala oficial de entrega de prémios, dia 19 de Julho. O seu conto já foi publicado no conceituado jornal alemão FAZ - Frankfurter Allgemeine Zeitung e será ainda publicado em livro.