Torne-se perito

Vampire Weekend gravam “o mais demente e pior vídeo musical de sempre” na lezíria ribatejana

A descrição é de Eugene Kotlyarenko, realizador que filmará o vídeo de Unbelievers antes da actuação da banda, sexta-feira, no Optimus Alive

Foto

Sexta-feira, às 24h, os Vampire Weekend sobem ao Palco Heineken do Optimus Alive, que se inicia nesse mesmo dia em Oeiras, como uma das bandas mais aguardadas do festival. Mas a nova passagem por Portugal não ficará documentada apenas na memória de quem os vir e nos vídeos do concerto que certamente começarão a surgir na internet logo após o seu fim.

A banda de Modern Vampires Of The City deixará o país com um novo vídeo, filmado quinta e sexta-feira. Unbelievers é a canção que as filmagens ilustrarão. O realizador é o americano Eugene Kotlyarenko e a produção executiva é da Optec – Sociedade Óptica Técnica.

“O plano inicial previa que a rodagem se dividisse entre Lisboa e Berlim”, escreve por email José Miguel, da Optec, explicando que “por decisão do realizador e da produção portuguesa, e aproveitando a coincidência de datas para a participação dos membros da banda no filme, a rodagem acabou por recentrar-se em Portugal”. As filmagens terão lugar nas lezírias do Ribatejo. A Optec surge na operação por sugestão do cineasta Pedro Costa, amigo de Kotlyarenko.

Eugene Kotlyarenko, autor de Skydiver, Feast of Burden e Zeros and Ones, este último uma abordagem à era das redes sociais descrito pelo New York Times como “o filme-que-tem-que-ser-visto-mais-que-uma-vez definitivo”, publicou na madrugada de terça-feira um post na sua conta de Facebook em que pedia voluntários em Portugal para a realização, quinta e sexta-feira, do “mais demente e pio vídeo musical de sempre”. Kotlyarenko explicava que não queria pessoas para “uma treta dessas de público num concerto”, mas sim figurantes para “actuar numa série de cenas verdadeiramente tresloucadas”. Do lado da Optec, José Miguel confirma que “não se trata de um mero vídeo que sirva uma canção ou pretenda ser uma ilustração de temas, de ambientes ou da poética do disco”, muito centrado na relação da banda com a sua cidade natal, Nova Iorque.

Os Vampire Weekend editaram o seu terceiro álbum, Modern Vampires Of The City, em Maio. Diane Young e Ya Hey foram os primeiros dois singles. Seguir-se-á um Unbelievers saído da lezíria ribatejana.