Workshop com Boris Hoppek Miguel Oliveira
Foto
Workshop com Boris Hoppek Miguel Oliveira

180 Creative Camp: Abrantes no centro da criatividade

O evento, sob o tema “Think Big - Pensar em Grande”, criado pelo Canal 180 e organizado este ano em conjunto com a autarquia de Abrantes, promete fazer da cidade “o centro da criatividade” em Portugal

Cerca de uma centena de criadores estão a trabalhar no centro histórico de Abrantes no âmbito do 180 Creative Camp, evento de criação artística que reúne artistas de 15 nacionalidades e de diferentes áreas.

O evento, sob o tema “Think Big - Pensar em Grande”, criado pelo Canal 180 e organizado este ano em conjunto com a autarquia de Abrantes, promete fazer da cidade “o centro da criatividade” em Portugal, através de intervenções criativas de 100 artistas e eventos culturais em mais de dez locais.

A decorrer até domingo, dia 14 de Julho, as áreas abrangidas incluem desde a arquitectura à escultura, passando pelo graffiti, vídeo digital e música, num evento multidisciplinar que conta ainda com palestras, "workshops" e a presença de criadores reconhecidos internacionalmente. O programa tem como destaques a presença de nomes como Florentijn Hofman, Boris Hoppek, Enrique Pacheco, Daniel Brereton, Dub Video Connection, entre outros, que durante toda a semana vão orientar oficinas e conversas, entre outras actividades.

“As inscrições ultrapassaram em muito as nossas expectativas, e decidimos fazer uma selecção criteriosa que permitisse, não só a participação de artistas e criadores de Abrantes, como de todos os pontos do país e do estrangeiro”, disse hoje à agência Lusa o curador do evento. “O epicentro e o fervilhar de actividades vai decorrer no casco histórico da cidade, preenchendo espaços na cota mais alta de Abrantes, como a torre de telecomunicações, o edifício Pirâmide, os claustros da biblioteca, as antigas piscinas municipais e o antigo quartel dos bombeiros”, acrescentou Nuno Alves, observando que a idade dos participantes se situa entre os 16 e os 38 anos.

Segundo este responsável, director de programação do canal 180, a lógica do “pensar grande” insere-se também no espírito de regeneração urbana em curso em Abrantes, tendo notado a “efemeridade” da maioria das instalações e dos trabalhos de escultura, pintura ou graffiti a realizar por estes dias. “Gostamos do efémero. O vídeo fixa a obra”, afirmou.

Paralelamente a todo o programa centrado na criação artística, acontece também uma série de eventos em que toda a população é convidado a participar, juntando-se a alguns criadores portugueses, como Madalena Martins, designer do Porto que criou recentemente o Super Salazar, Nuno Pereira, que cria skates para bater o recorde de velocidade, e Varas Verdes, que transformam paletes em mobiliário.

O horário das actividades está a ser adaptado às elevadas temperaturas que se têm feito sentir no país. “Ou começamos muito cedo ou muito tarde”, observou Nuno Alves, tendo destacado para hoje a projecção de graffiti urbano nas paredes internas da barragem de Castelo do Bode e um concerto dos holandeses Spinifex, no Cine Teatro São Pedro.