Semedo questiona se Presidente da República aceitará Governo de "ministros troca-tintas"

Para o coordenador do Bloco de Esquerda, os desentendimentos dos ministros da coligação lembram os "senadores no tempo do Império Romano".

Os portugueses "estão unidos contra o Governo", afirmou João Semedo
Foto
Os portugueses "estão unidos contra o Governo", afirmou João Semedo Daniel Rocha

João Semedo, coordenador do Bloco de Esquerdo (BE), diz que o primeiro-ministro "recauchutou" o Governo e questiona se é "adequado" que o Presidente da República aceite um governo de "ministros troca-tintas".

Um primeiro-ministro "resignado" foi o que João Semedo viu na declaração de Pedro Passos Coelho. O bloquista não tem dúvidasde de que a coligação "vai continuar" a política de "austeridade e resignação perante a dívida".

"O problema que se põe é se é adequado que o Presidente da República aceite ministros troca-tintas, que não têm palavra, que têm pouca vergonha na cara", questiona o coordenador do BE.  

O silêncio de Paulo Portas é para João Semedo a prova de que o ministro "tem sido e vai continuar a ser cúmplice desta política de austeridade". 
 
 

P24 O seu Público em -- -- minutos

-/-

Apoiado por BMW
Mais recomendações