DGS recomenda dez medidas para evitar efeitos do calor na saúde

Foto
DGS recomenda uso de protector solar e não frequentar a praia entre as 11h e as 15h Ricardo Silva/Arquivo

1. Procurar ambientes frescos ou climatizados mesmo durante a noite. Evitar a exposição directa ao sol, principalmente entre as 11h e as 18h.

2. Aumentar a ingestão de água ou de sumos de fruta natural mesmo durante a noite. Evitar o consumo de bebidas alcoólicas.

3. Dar atenção especial a grupos mais vulneráveis ao calor – doentes crónicos, idosos, crianças, grávidas e trabalhadores com actividades no exterior.

4. Doentes crónicos ou sujeitos a dieta com restrição de líquidos devem seguir as recomendações do médico assistente ou da Linha 808 24 24 24.

5. Visitar e acompanhar os idosos, em especial os que vivem isolados. Assegurar a sua correcta hidratação e permanência em ambiente fresco.

6. Assegurar que as crianças consomem frequentemente água ou sumos de fruta natural e que permanecem em ambiente fresco. As crianças com menos de seis meses não devem estar sujeitas a exposição solar, directa ou indirecta.

7. As grávidas deverão ter cuidados especiais: moderar a actividade física, evitar a exposição directa ou indirecta ao sol e garantir ingestão frequente de líquidos.

8. Utilizar protector solar com factor igual ou superior a 30 e renovar a sua aplicação de duas em duas horas e após os banhos na praia ou piscina, que não devem ser frequentadas entre as 11h e as 15h.

9. Utilizar roupa solta, opaca e que cubra a maior parte do corpo, chapéu de abas largas e óculos de sol com protecção ultravioleta. Escolher horas de menor calor para viajar de carro. Não permanecer dentro de viaturas estacionadas e expostas ao sol.

10. Evitar actividades que exijam grandes esforços físicos, nomeadamente laborais, desportivos e de lazer no exterior.