Aqui esconde-se um aquário de bacalhaus

Fotogaleria

No mar de Ílhavo não há bacalhaus — só gerações de famílias que se dedicaram à pesca deste peixe nos mares do Norte. Assim se explica que o Museu Marítimo (MMI) desta pequena cidade do distrito de Aveiro tenha comemorado o 75.º aniversário em 2012, com direito a obras de ampliação. É precisamente aqui que entra o trabalho do gabinete ARX Portugal, Arquitectos Lda., responsável pelo projecto do novo aquário dos bacalhaus, gigante e inédito em Portugal. O MMI, criado em 1937, ficou com o dobro do espaço, além de se assumir como ícone arquitectónico. "No coração do edifício está o peixe e o mar. A visita desenrola-se numa espiral em rampa, numa viagem que se inicia em suspensão sobre o tanque, para passar a um modo de mergulho de descoberta progressiva, numa experiência de imersão no 'habitat' do bacalhau", pode ler-se na apresentação do ARX Portugal. Os bacalhaus que vivem no aquário vieram da Noruega, claro.

Sugerir correcção