José Sócrates: "Esta operação swap é um flop"

No comentário semanal na RTP, o ex-primeiro-ministro diz que a entrevista de Teixeira dos Santos mostra que o actual Governo perdeu "a decência e o respeito pelos adversários políticos".

Foto
José Sócrates é acusado de ter conduzido Portugal à bancarrota Miguel Manso

O ex-primeiro-ministro disse ainda que o Governo manipulou a verdade ao dizer que o antigo Executivo não havia mencionado o problema das swaps, ao dizer que o contribuinte pagaria pelos prejuízo e resumiu dizendo que "esta operação swap é um flop". Acrescentou que o actual Governo é capaz de tudo para culpar o anterior.

Frisou o tempo que o Ministério das Finanças demorou em admitir que a declaração da secretária de Estado do Tesouro, Maria Luís Albuquerque, não era correcta e que isso só aconteceu depois da entrevista do ex-ministro Teixeira dos Santos.

Na terça-feira, na comissão parlamentar de Inquérito à Celebração de Contratos de Gestão de Risco Financeiro por Empresas do Sector Público, Maria Luís Albuquerque reiterou, tal como já tinha afirmado em Abril, que o anterior Executivo não tinha mencionado o problema dos swaps quando passou a pasta.

Neste domingo, o Governo admitiu à Lusa que a questão dos contratos swap “foi abordada na reunião de transição” entre o ex-ministro Teixeira dos Santos e o actual ministro das Finanças, mas alegando que a informação disponibilizada foi insuficiente.

José Sócrates disse ainda que "o chumbo do PEC 4 é que nos induziu à ajuda externa" e que a entrevista de Teixeira dos Santos só comprova que "tínhamos uma alternativa, que tinha o apoio do Banco Central Europeu". Para Sócrates, a entrevista do ex-ministro das Finanças é "um contributo para a verdade histórica".