"Boa noite, independência", desejou-se na Catalunha

Em Barcelona, 90 mil pessoas juntaram-se num concerto a favor da independência.

Fotogaleria
Reuters
Fotogaleria
Reuters
Fotogaleria
Reuters

Ouviu-se música e poesia catalã no estádio Nou Camp, em Barcelona, na noite de sábado. Segundo o diário espanhol El País, estiveram mais de 90 mil pessoas no concerto organizado pelo Òmnium Cultural – que promoveu a grande manifestação de 10 de Julho de 2010. A Catalunha volta assim a mostrar a Madrid que quer a independência.

"A terra não poderá mais mentir. Viva o país dos catalães" e "Boa noite, independência", foram algumas das frases que se puderam ouvir. Os artistas que participaram no Concerto para a Liberdade pediram o direito da Catalunha à independência.

Os participantes pagaram bilhetes entre 10 e 150 euros e todos os lugares do estádio, à excepção dos que estavam por detrás do palco, estavam ocupados. Muitos membros do governo da região estiveram presentes como a vice-presidente do Governo de Convergência e União, Joana Ortega, que apelou ao "direito do povo catalão de decidir em liberdade o seu futuro", escreve o El País. Ortega sublinhou que o Governo Central devia tomar nota do carácter "cívico" e "reinvindicativo" do concerto e autorizar um referendo sobre a auto-determinação da Catalunha.

Participaram cantores, artistas, desportistas catalães mas também de outras partes de Espanha, como Paco Ibáñez ou Fermín Muguruza e artistas alemães, gregos e italianos.