Romário manda calar Pelé

O pedido da antiga estrela do futebol brasileiro para que os protestos nas ruas acabem foi mal acolhido por muitos no Brasil.

http://youtu.be/cODN7Ik1Kv4

Pelé apelou aos brasileiros para que acabem com os protestos nas ruas e se concentrem no apoio à selecção. Mas o pedido do antigo craque do futebol gerou muita polémica. O mais recente crítico foi Romário, que, literalmente, o mandou calar.

Numa gravação em vídeo para a Globo, Pelé pediu aos brasileiros para terminarem com os protestos nas ruas e se concentrarem no apoio à selecção durante a Taça das Confederações e no sucesso do Mundial 2014. "Peço aos brasileiros para que não confundam as coisas. Estamos a preparar o Mundial", começa por dizer Pelé, que acrescenta: "Vamos apoiar a selecção nacional. Vamos esquecer a confusão que reina no Brasil, esquecer os protestos".

Só que estas declarações, em vez de serenarem alguns ânimos, geraram mais indignação. Um dos mais revoltados foi o ex-internacional brasileiro Romário, que mandou Pelé "calar a boca". As divergências entre ambos são antigas e esta tomada de posição pública de Pelé foi aproveitada pelo actual deputado Romário para criticar um pouco mais um "inimigo de estimação".

Nos últimos dias, milhares de brasileiros têm protestado nas ruas contra o dinheiro gasto para a construção e remodelação de estádios de futebol (no Brasil, decorre, neste momento, a Taça das Confederações e irá disputar-se o Mundial 2014). Nos protestos, apontam-se outras necessidades mais urgentes, como sejam a educação ou a saúde. Na origem destas manifestações, esteve, precisamente, o anúncio da subida do preço dos transportes públicos em São Paulo, um dos serviços que mais queixas originam na população.