Banco Mundial revê em baixa previsão de crescimento da China em 2013

Exportações chinesas registaram um decréscimo.

Foto

O Banco Mundial reviu em baixa a previsão de crescimento da economia chinesa em 2013, de 8,3% para 7,7%, coincidindo com a revisão anunciada pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), noticia nesta sexta-feira um jornal de Pequim.

As duas previsões foram divulgadas depois de serem conhecidas as contas das exportações chinesas em Maio, que subiram apenas 1%, contra 14,7% no mês anterior. Foi o mais baixo crescimento do género em quinze meses, realçou o jornal Global Times.

As novas estimativas do Banco Mundial e do FMI representam um abrandamento de 0,1 pontos percentuais em relação ao crescimento económico da China em 2012 (7,8%), mas correspondem à meta de “cerca de 7,5%” preconizada este ano pelo Governo chinês.

A China é a segunda economia mundial, a seguir aos Estados Unidos, e o maior exportador.

Em Abril passado, o Banco Mundial e o FMI previam que em 2013 o Produto Interno Bruto chinês cresceria 8,3% e 8% respectivamente, acima dos 7,7% registados no primeiro trimestre do ano.