Mário Soares “excelentemente impressionado” com Dilma Rousseff

Encontro de uma hora entre antigo Presidente português e actual Presidente brasileira.

Mário Soares contra a venda do património português
Foto
Mário Soares contra a venda do património português Miguel Manso

Mário Soares declarou-se na manhã desta segunda-feira “excelentemente impressionado” com Dilma Rousseff, após um encontro de uma hora com a Presidente do Brasil. Uma reunião, sugerida pelo antigo Presidente da República ao embaixador do Brasil em Portugal, com o intuito de conhecer Dilma Rousseff.

“Fiquei excelentemente impressionado, somos camaradas, ambos de esquerda, tem um pensamento muito claro sobre o que se está a passar”, destacou Soares. “Falámos de tudo, foi uma conversa muito amena, muito simpática, é uma pessoa de inteligência superior”, assinalou.

Apesar de ter sido perguntado pela imprensa brasileira se apoiava o envolvimento de capitais brasileiros na privatização da TAP, Mário Soares recusou-se a responder. “Sou político, não falo de negócios”, disse.

E, para alguma surpresa dos jornalistas do Brasil que acompanham a visita de Dilma Rousseff, Mário Soares fez uma denúncia. “O Governo português está a vendar ao desbarato o que temos, as vender a retalho o nosso património, está a destruir Portugal”, acusou. “Sou contra as políticas de austeridade, como toda a gente de esquerda”, sublinhou.

Sobre se os investimentos brasileiros em Portugal poderiam ajudar o país a sair da crise, Soares destacou ser um grande amigo do Brasil, mas garantiu que “vamos ter de sair da crise pelos nossos próprios meios”.

Ao princípio desta tarde, após um almoço que Paulo Portas oferece ao seu homólogo brasileiro, António Patriota, são assinados no Palácio das Necessidades dois protocolos. Um sobre diplomas universitários, outro relativo à cooperação na área de biotecnologia.