Três quartos da rede dos correios assegurada por entidades externas

Fecharam 124 estações e abriram 78 novos postos.

Os assaltos a funcionários dos Correios têm-se repetido nas últimas semanas
Foto
Reorganização da rede ficou fechada no final da semana DR

Reestruturação nos CTT fecha 124 estações e abre 78 postos. Nos últimos cinco anos encerraram um terço das estações de correios existentes, ou seja, 284 lojas. Empresa vai ser privatizada este ano.

Três quartos da rede de lojas dos correios já são asseguradas por entidades externas aos CTT, que neste momento só disponibilizam 624 estações de correios num total de 2478 estabelecimentos em todo o país. A maioria dos serviços postais está a cargo de empresas privadas que se dedicam a outros negócios: papelarias, mercearias, lojas de electrodomésticos e até cafés. Uma fatia que ronda as 800 lojas é assegurada por juntas de freguesia. Esta semana, os CTT concluíram o processo de reorganização da rede dos correios, tendo confirmado o fecho de 124 estações e a abertura de 78 novos postos.

Dados dos CTT mostram que nos últimos cinco anos fechou um terço das estações de correios existentes, ou seja, 284 lojas. Os CTT justificam a reestruturação com a diminuição da procura e recusam associá-la à privatização de um dos maiores empregadores públicos nacionais, com perto de 13 mil funcionários.

Leia mais na edição impressa do PÚBLICO deste domingo.