Mourinho: “Cristiano Ronaldo pensa que sabe tudo”

Na hora da saída do Real Madrid, técnico português elogia Ronaldo e Pepe, mas também lhes deixa críticas.

Foto
Ronaldo e Mourinho: não acabou bem a convivência dos dois portugueses no Real Madrid Marcelo del Pozo /Reuters

José Mourinho considera que Cristiano Ronaldo fez “três temporadas fantásticas” no Real Madrid, mas deixou críticas à forma como o jogador português encarou as correcções que o treinador lhe fez.

"Só tive um problema com ele: critiquei-o do ponto de vista táctico, tentando melhorar o que na minha opinião podia ser melhorado, e ele não o aceitou muito bem, porque pensa que sabe tudo e que nenhum treinador o pode ajudar a crescer mais", disse Mourinho, numa entrevista ao programa televisivo “Punto Pelota”, citado pelo site do jornal Marca.

Mourinho, que trocou o Real Madrid pelo Chelsea, elogiou o trabalho de Ronaldo, embora chamando a si alguns méritos: "Fez comigo três temporadas fantásticas, não sei se as melhores da sua carreira, e encontrámos para ele uma situação táctica fantástica para expressar todo o seu potencial."

Na hora da saída do clube espanhol, em que esteve três temporadas, Mourinho prosseguiu também o ajuste de contas com Pepe, um jogador que saiu em defesa de Casillas, guarda-redes a quem o técnico tirou a titularidade.

“Pepe esteve com mais do que um pé fora do Madrid e eu trouxe-o para dentro. Lutei por um contrato adequado a um jogador que considero fantástico”, disse Mourinho, lembrando que muitos dos que após a agressão a um jogador do Getafe chamavam “assassino” a Pepe agora estão do lado do central luso-brasileiro: “A missão do treinador também é atrair para si mesmo o ódio e deixar os seus jogadores em boa situação. Agora, ele terá melhores condições para estar bem”, afirmou o português, insistindo que Pepe não “assimilou” o facto de o treinador o ter retirado da equipa para lançar o jovem francês Varane.

Num balanço da sua passagem pelo Real Madrid, Mourinho reconheceu ter cometido alguns erros, mas não se arrepende de nada: “Quando comecei no futebol pensava que sabia tudo e não sabia nada. Cada ano aprendo mais, sou mais forte e mais bem preparado. Obviamente cometi erros e outras pessoas com responsabilidades também, mas isso faz parte do jogo”, argumentou.

Mourinho disse ainda que o melhor para todos, “incluindo os jogadores, que são o mais importante”, era a sua saída do Real Madrid. E, apesar de sair do clube espanhol rodeado de críticas de jogadores (algo pouco habitual na sua carreira), o treinador fez questão de dizer que a sua carreira “não faria sentido” sem passar pelo Real Madrid.