Octa Push e as pinceladas tribais

A nova música de dança continua a gerar fenómenos de projetos nacionais que circulam no mercado global. O caso de Octa Push, dos irmãos Leo e Bruno, é mais um nome entre uma larga dúzia deles que, sediados cá, atuam ou editam lá fora. Às sonoridades do UK Garage este ‘polvo’ imprime-lhes um cunho particular de coloração tropical e de batidas tribais. Do álbum “Oito”, a editar em junho pela inglesa Senseless, este videoclipe de lançamento leva o nome de cantora francesa no título e traz o nome de um ilustrador português na realização. Sediado em Londres, Ivo Sousa (em parceria) volta aos videoclipes nacionais, não com a animação, mas a recriar uma série de simbologias das pinturas clássicas para sugerir uma relação imediata entre um homem e uma mulher. As setas do amor, a maça do pecado, o coelho da fertilidade, e muito mais para descobrir, compõem este quadro surrealista com uma negra mística tribal de rostos pincelados.

Sugerir correcção