A festa do pastel de tentúgal

Foto
Um livro, uma peça de teatro e um concerto de jazz para celebrar o pastel de tentúgal na 11.ª edição da Feira de Doçaria Conventual de Tentúgal, que decorre durante este fim-de-semana Adriano Miranda

Finalmente, o pastel de Tentúgal vai receber a merecida certificação, passando a ser um produto IGP (Indicação Geográfica Protegida), e está a celebrar neste fim-de-semana, aproveitando a 11.ª edição da Feira de Doçaria Conventual de Tentúgal.

Este é um doce que tem características especiais. Em primeiro lugar, tem uma forma de confecção extraordinária, porque a massa é esticada numa sala grande, até ficar tão fina que parece quase impossível. Assistir a esse momento em que as pasteleiras com muitos anos de perícia esticam a massa como se se tratasse de gigantes lençóis brancos é uma experiência a não perder.

Depois é colocado o recheio de gemas de ovo, açúcar, água e um pouco de canela, e o pastel é fechado com a ajuda de alguns pingos de manteiga deixados cair com uma pena de galinha. Em segundo lugar, o pastel está profundamente ligado à história de Tentúgal, e a confraria que o representa tenta, sempre que há oportunidade, sublinhar essa ligação. É o que vai acontecer hoje, com uma série de actividades no Convento do Carmo, "para que se conheça melhor a história e a cultura do pastel de Tentúgal". Será lançado o livro O Pastel de Tentúgal na Literatura e haverá uma peça de teatro, Os Dias no Convento, e ainda um concerto de jazz no Rossio.

O pastel nasceu no convento e sabe-se que a partir do século XVII as freiras já encomendavam grandes quantidades de farinha. Mas é em 1834, com a extinção das ordens religiosas, que ele se torna uma forma de sobrevivência, e há muita gente que vem à roda do convento onde as freiras vendem os doces pastéis.

A tradição do pastel tem resistido ao tempo e tem mantido o seu carácter artesanal. No entanto, só agora, e depois de um longo processo iniciado em 2006, é que chega a certificação que reconhece todas estas especificidades. A Feira de Doçaria Conventual de Tentúgal será também o momento para entregar formalmente os certificados aos produtores autorizados a fazer o pastel de Tentúgal IGP. É um passo para proteger os produtores e evitar que se vendam pelo país imitações do pastel.

Na festa deste fim-de-semana haverá muitos pastéis de Tentúgal, claro, mas não só. Foram convidados também as nevadas de Penacova, os pastéis de Lorvão, o Pão-de-Ló de Ovar, o bolo de Ançã e vários outros doces regionais.

Sugerir correcção