steve.garner32/Flickr
Foto
steve.garner32/Flickr

Associação quer oferecer próteses gratuitas às vítimas da Maratona Boston

Organização norte-americana vai oferecer próteses gratuitas às vítimas do atentado na Maratona de Boston a quem foi necessário amputar membros

Uma associação norte-americana vai oferecer próteses gratuitas às vítimas do atentado na Maratona de Boston a quem foi necessário amputar membros. A American Orthotic & Prosthetic Association (AOPA) pretende assim apoiar os sobreviventes da explosão ocorrida a 15 de Abril de 2013. Entre os mais de 250 feridos, estima-se que entre 20 a 25 pessoas tenham sido mutiladas.

Segundo os especialistas, afirma o site Kut News, uma pessoa saudável demora cerca de seis semanas a recuperar de uma amputação até considerar usar dispositivo protésico. Porém, essa poderá não ser uma opção exequível em todos os casos dado os valores incomportáveis que as próteses assumem.

AOPA prevê que mais de metade dos maratonistas amputados não tenham um seguro adequado, já que “algumas apólices garantem apenas mil dólares por peça ou fornecem apenas um membro artificial”, adianta o site de "O Globo".

Na realidade, “uma prótese abaixo do joelho custa entre oito a 12 mil dólares” e uma “peça maior poderá rondar os 40 a 60 mil dólares”, segundo o protésico Greig Martino citado pelo mesmo site brasileiro.

Outras iniciativas de apoio

Também a Hanger Orthopedics, uma das maiores empresas dos Estados Unidos de próteses e ortóteses, ofereceu a sua ajuda àquelas vítimas — inclusive para as que não tenham seguro de saúde.

Entre as várias iniciativas que estão a decorrer, o The One Fund Boston, fundo criado para prestar apoio aos feridos e famílias dos três mortos, angariou, até ao momento, mais de 30 milhões de dólares em doacções.