Encargos financeiros com as PPP caíram 41% no ano passado

Principal contributo para esta redução teve origem nas concessões rodoviárias, com custos 56% inferiores aos de 2011.

Foto
Concessões rodoviárias custaram 675,5 milhões em 2012 Pedro Cunha

O documento mostra que, em 2011, os encargos do Estado com as PPP ultrapassaram os 1800 milhões de euros, recuando, no ano passado, para 1067 milhões de euros. Este ano, o desembolso do Estado deverá ser de 884 milhões de euros, já contando com a poupança de 300 milhões que o Estado terá na área rodoviária através da renegociação com os concessionários.

Dentro do pacote de projectos que os privados avançaram e sobre os quais recebem, actualmente, prestações financeiras do Estado, são muito díspares os resultados sectorialmente. Assim, apenas o sector das empreitadas rodoviárias teve uma redução dos encargos líquidos do Estado, enquanto os restantes (saúde, ferrovia e segurança) viram os montantes despendidos pelo Tesouro aumentarem.

No ano passado, o Estado pagou aos concessionários rodoviários 675,5 milhões de euros, menos de metade do que tinha acontecido no ano anterior (1520 milhões de euros, ou seja, -56%).

Leia mais na edição impressa do PÚBLICO deste domingo.