Fenprof vai promover manifestação, mas não greve aos exames

Congresso terminou neste sábado com apelo a uma manifestação nacional.

Foto
Nogueira foi reeleito secretário-geral da Fenprof

Não haverá greve de professores durante os exames nacionais do ensino básico e secundário.

O secretário-geral da Federação Nacional de Professores, Mário Nogueira, tinha indicado que esta era uma das hipóteses que seriam postas à consideração do congresso da Fenprof, que terminou neste sábado, mas o programa de acções reivindicativas aprovado pelos delegados não a contempla.

A Fenprof irá fazer mais “uma campanha nacional em defesa da escola pública” que decorrerá entre 14 de Maio e 6 Junho  e convocará uma manifestação nacional de professores para 22 de Junho, um sábado.  Os exames decorrem entre 17 e 27 de Junho.

Numa nota enviada à comunicação social após o final do congresso, a Fenprof indica que estas “são algumas das realizações a curto-prazo aprovadas pelo congresso”, acrescentando o seguinte: “No horizonte também a possibilidade de convocação de greves”.

 Mário Nogueira foi reeleito secretário-geral com 62 votos a favor no secretariado nacional e nove contra.

Sugerir correcção