Reformados expulsos do Parlamento depois de cantarem Grândola

Assunção Esteves considerou que a iniciativa não ajuda à democracia.

Foto
Miguel Manso

Um grupo de reformados – da Associação Apre! (Aposentados, Pensionistas e Reformados) – foi expulso nesta sexta-feira das galerias do plenário por ordem da presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, depois de terem começado a cantar Grândola Vila Morena.

A canção de Zeca Afonso começou a ser entoada logo que terminou o debate da petição "em defesa dos direitos dos aposentados, pensionistas e reformados", com 13.500 assinaturas, e cuja primeira subscritora é Maria do Rosário Gama, um dos rostos da associação. Um dos elementos exibiu uma T-shirt preta que tinha inscrita a frase "Apre! – Não Somos Descartáveis".

Depois de ter dado ordem de expulsão das galerias e enquanto os agentes da PSP retiravam os manifestantes, Assunção Esteves dirigiu-se ao grupo. "Não ajuda à democracia o que os senhores estão a fazer", disse.