Torres Vedras pretende implementar um conceito idêntico ao adoptado na Holanda Paulo Ricca
Foto
Torres Vedras pretende implementar um conceito idêntico ao adoptado na Holanda Paulo Ricca

Torres Vedras vai disponibilizar bicicletas gratuitas

A partir de Junho, mais de 250 bicicletas vão estar à disposição dos habitantes. Chamam-se "Agostinhas" e a utilização é gratuita

A Câmara de Torres Vedras anunciou esta terça-feira que, a partir de Junho, vai ter mais de duas centenas e meia de bicicletas gratuitas na cidade, para serem usadas pelos habitantes. O vice-presidente da câmara, Carlos Bernardes, disse à agência Lusa que a rede de bicicletas de uso partilhado será inaugurada a 5 de Junho, depois de a autarquia ter recebido as 260 bicicletas que adquiriu, no âmbito de um concurso público lançado em Agosto de 2011.

Para pôr as bicicletas ao dispor dos residentes, a autarquia está a instalar 11 estações de aluguer de bicicletas ("bike stations") em pontos distintos da cidade, nomeadamente junto às escolas, parque verde da Várzea, Expotorres e no principal centro comercial da cidade. Carlos Bernardes adiantou ainda à Lusa que estão a ser executadas obras, com vista à construção de novas ciclovias e à reformulação de outras para estarem de acordo com as regras do novo código da estrada, estando 30% da rede executada.

Mobilidade sustentável

Em Agosto de 2011, a autarquia abriu concurso no valor de 354 mil euros, destinado à compra das bicicletas e respectivas "bike stations". “Queremos promover a mobilidade sustentável para que as pessoas se possam deslocar nas bicicletas e reduzir o uso do automóvel dentro da cidade”, afirmou Carlos Bernardes. A câmara pretende implementar na cidade um conceito idêntico ao adoptado na Holanda, em que os cidadãos podem levantar e estacionar as bicicletas nas "bike stations", depois de as usar.

Ao todo, a autarquia prevê poupar 229 mil euros, sendo os custos anuais com transportes escolares cerca de um milhão de euros. A medida insere-se no Plano da Rede de Ciclovias Urbanas da autarquia, que possui um investimento de 200 mil euros na construção de seis novas ciclovias na cidade até ao final deste ano. O investimento é comparticipado a 70% pelos fundos do Quadro de Referência Estratégico Nacional.

A promoção do uso da bicicleta e outros meios de transporte sustentáveis e não poluentes está prevista na Agenda 21 local. Em homenagem ao ciclista Joaquim Agostinho, natural do concelho, a autarquia batizou as bicicletas de "Agostinhas".