Casais britânicos são os turistas que mais visitam Lisboa em cruzeiros

Estudo do Observatório do Turismo de Lisboa revela que a capital está no top 10 dos destinos a visitar pelos passageiros dos navios.

Foto
Baixa-Chiado é uma das zonas preferidas dos turistas José Fernandes/Arquivo

Britânicos, com uma média de 51 anos, casados e sem filhos. É este o perfil dos turistas que visitam Lisboa em viagens de navio de cruzeiro, segundo um estudo do Observatório do Turismo de Lisboa. Desembarcam na capital atraídos pelo clima, pela população e pela facilidade em chegar ao centro da cidade.

Divulgado nesta quarta-feira – quando estão atracados no Porto de Lisboa em simultâneo sete navios, com 8500 passageiros – o estudo revela que a capital portuguesa está nas boas graças dos turistas internacionais, que posicionam Lisboa no top 10 de destinos a visitar. O grau de satisfação médio com a visita é de 8,3, numa escala de 1 a 10. Numa amostra de quase mil passageiros, 55% afirmaram que a cidade superou as suas expectativas.

Segundo o estudo, os turistas são profissionalmente activos e têm formação universitária. Durante as nove horas que passam, em média, na cidade gastam cerca de 118 euros em museus e outras atracções, em compras – sobretudo vinhos, pastelaria e artesanato –, em alimentação e transportes.

O inquérito do Observatório do Turismo de Lisboa revela ainda que 45% dos entrevistados optam por conhecer a cidade pelos seus próprios meios e preferem as zonas da Baixa-Chiado, Belém, Bairro Alto e Cais do Sodré. As excursões com guia são geralmente adquiridas a bordo do navio.

A Internet é o local privilegiado pelos inquiridos para pesquisar informação sobre Lisboa. Os restantes aproveitam a informação disponibilizada a bordo e são influenciados por opiniões de amigos ou familiares que já visitaram a cidade. A probabilidade de voltarem a visitar a capital portuguesa por outros meios é muito elevada (86%). Por outro lado, 59% dos entrevistados admitem voltar num novo cruzeiro. Quase todos – 97% – recomendam o destino como ponto de passagem de cruzeiros.

Em comunicado, o Turismo de Lisboa revela ainda que os factores mais importantes na escolha do cruzeiro foram o conjunto de cidades incluído no percurso e a possibilidade de descanso a bordo. A inclusão de Lisboa no percurso da viagem surge como a terceira condicionante mais importante, com 20% dos entrevistados a dizerem que provavelmente não teriam embarcado caso Lisboa não estivesse incluída – 3,4% das pessoas dizem mesmo que não teriam realizado o cruzeiro.

O inquérito foi realizado em parceria com a Administração do Porto de Lisboa. Foram entrevistadas 996 pessoas que chegaram a Lisboa em 43 navios, entre Maio e Novembro de 2012.