Está grávida a mulher que recebeu o primeiro útero transplantado com sucesso

Feto visto por Leonardo da Vinci
Foto
Feto visto por Leonardo da Vinci

Uma turca de 22 anos, a primeira mulher a receber um útero de uma dadora morta há dois anos, está grávida de duas semanas após a transferência de embriões, anunciaram esta sexta-feira os seus médicos.

Derya Sert está grávida, de acordo com as análises feitas nas últimas semanas, na sequência da fertilização in vitro no Hospital da Universidade de Akdeniz, na província de Antalya, no Sul da Turquia, informou o director clínico Mustafa Unal por escrito, adiantando que a paciente “está muito bem”.

O caso de Sert foi descrito como um “milagre médico” quando se tornou a primeira mulher no mundo a receber com sucesso, em Agosto de 2011, um transplante de útero de uma dadora morta, no mesmo hospital.

A mulher nasceu sem útero, como uma em cada 5000 em todo o mundo, e os médicos esperaram 18 meses antes de implantarem os embriões para garantir que o órgão estranho ainda continuava a funcionar. O seu transplante de útero foi o segundo a ser realizado no mundo, depois de uma operação na Arábia Saudita em 2000 com um dador vivo. Este transplante falhou após 99 dias e os médicos tiveram de remover o órgão.

Os médicos implantaram no útero de Derya Sert vários embriões fecundados in vitro pelos espermatozóides do marido. O bebé deverá nascer por cesariana e o útero deve ser retirado alguns meses após o nascimento, para evitar complicações e o risco de rejeição.