Morreu Robert Edwards, "pai" do primeiro bebé-proveta

O Nobel da Medicina de 2010, Robert Edwards, pioneiro na fecundação in vitro, morreu nesta quarta-feira, aos 87 anos.

Robert Edwards foi o "pai" do primeiro bebé proveta
Foto
Robert Edwards foi o "pai" do primeiro bebé nascido por fertilização in vitro, em 1978 Reuters

O Nobel da Medicina de 2010, Robert Edwards, "pai" do primeiro bebé-proveta, morreu nesta quarta-feira aos 87 anos, anunciou a Universidade de Cambridge, no Reino Unido.

Nascido a 27 de Setembro de 1925 em Manchester, o investigador doutorou-se em 1955 na Universidade de Edimburgo, na Escócia, e a partir do final da década de 1950 começou a dedicar-se à investigação que iria torná-lo famoso, a fertilização in vitro.

Edwards partiu das experiências feitas com coelhos, onde já era possível juntar ovócitos e espermatozóides, conseguindo-se uma fertilização e o desenvolvimento de embriões. No caso dos humanos, foram necessárias décadas para se chegar à mesma tecnologia, mas Edwards viu nascer o primeiro bebé fruto de uma fertilização in vitro a 25 de Julho de 1978. <_o3a_p>

Em 2010, foi distinguido com o Prémio Nobel da Medicina, “pelo desenvolvimento da fertilização humana in vitro”, frisou, na altura, o comité do Nobel no Instituto Karolinska, na Suécia. Dez por cento dos casais têm dificuldades em ter filhos e actualmente quase quatro milhões de pessoas já nasceram graças a esta técnica.<_o3a_p>

“É com grande tristeza que a família anuncia que o professor Sir Robert Edwards, galardoado com o Nobel, cientista e pioneiro da fertilização in vitro, morreu pacificamente durante o sono”, lê-se no comunicado da Universidade de Cambridge, onde o cientista foi professor. “O seu trabalho teve imenso um impacto por todo o mundo.”<_o3a_p>