Da biologia à joalharia: a história de Carolina Curado

Podia ser bióloga mas o amor pela joalharia falou mais alto. Hoje, as peças desta designer de jóias já são imagens de marca

Carolina Curado
Fotogaleria
Carolina Curado
DR
Fotogaleria
DR

Carolina Curado passou ao lado de uma carreira de Biologia e nós agradecemos. A jovem bracarense de 25 anos decidiu apostar naquela que sempre foi a sua grande paixão, a joalharia, e tem desde 2012 a sua própria marca.

Após terminar a licenciatura em Biologia, na Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, Carolina decidiu investir, em 2009, num curso de Joalharia de Autor, na Escola Engenho & Arte, no Porto, que acabara por lhe abrir portas de um mundo há muito desejado.

Ciente de que saber desenhar era fundamental para singrar na nova área, inscreveu-se também em aulas de desenho. E aqui, “a herança da Biologia é um dos aspectos mais evidentes, não só na ilustração mas também na joalharia”, afirma Carolina em entrevista ao P3 via e-mail.

Foto
Os ear cuffs são vendidos em pares ou individualmente

Jóias feitas com latão

Foto

Procura criar sempre em torno de materiais como zircões, pérolas e pedras e imprime a sua juventude nas formas orgânicas e coloridas e, sobretudo, no recurso ao latão – que curiosamente continua a ser a matéria-prima de eleição.

À semelhança de Joana Vasconcelos, Carolina Curado acredita que não são precisos materiais nobres para se criar uma jóia. No final, explica, “é muito mais interessante ter um trabalho com personalidade e qualidade no design”.

É por isso que, quando lhe perguntámos pelas peças em latão, a jovem diz ser “a dedicação que está em todo o processo, desde a criação até aos acabamentos finais, todas as horas de trabalho, todos os pequenos detalhes que fazem uma peça” e não o material em que é feito. 

Explorar formas "menos convencionais"

Entre as muitas criações destacam-se, a título de exemplo, os “ear cuffs” – brincos que abraçam a orelha – e os anéis para as unhas.

Em relação aos primeiros, os “amores perfeitos” são os modelos mais rápidos de conceber (entre três e a cinco horas) e, simultaneamente, os mais requisitados. Vendem-se em pares ou individualmente e o preço oscila entre os 30 e os 60 euros cada um.

Já os anéis para as unhas, a entrevistada recorda que sempre gostou de explorar peças de forma “menos convencional”. O importante é “tentar sair do que já é habitual para continuar a crescer”.

Os artigos podem ser comprados online através do site oficial Carolina Curado, assim como na loja da criadora Alexandra Moura, em Lisboa, e na loja 100% Design de Moda Português, em Coimbra. O atelier próprio deverá surgir no final deste ano/início do próximo.