Totti, o Rei de Roma, estreou-se há 20 anos

Em 1993, um miúdo chamado Francesco estreou-se pela formação romana. Vinte anos depois, continua a ser um jogador fundamental.

Totti é capitão da AS Roma desde 1998
Foto
Totti é capitão da AS Roma desde 1998 Patrick Herzog/AFP

Francesco Totti é uma espécie em vias de extinção no mundo do futebol. Não só é um veterano que ainda é fundamental na sua equipa, ao ponto de Cesare Prandelli, seleccionador italiano, considerar o seu regresso à squadra azzurra, mas também porque é um exemplo de dedicação a um clube.

Foi há precisamente 20 anos, a 28 de Março de 1993, que um miúdo de 16 anos chamado Francesco se estreava com a camisola da Associazione Sportiva Roma, alguns minutos no relvado frente ao Brescia, cortesia do então técnico, o jugoslavo Vujadin Boskov.

No ano seguinte, estreou-se a titular e marcou o seu primeiro golo e, em 1998, com 21 anos, passou a ser o capitão de equipa, estatuto que ainda tem em 2013. Totti, um médio ofensivo que também costuma jogar como avançado, nunca conheceu outro clube na sua carreira profissional e essa aparição em 1993 frente ao Brescia foi o primeiro de 668 jogos pela formação romana, tendo marcado 281 golos, o melhor marcador da história do clube.

Com a AS Roma, Totti foi uma vez campeão italiano, em 2001, o único título dos romanos desde 1983, conquistando ainda duas Taças de Itália (2007 e 2008). Pela selecção italiana cumpriu 58 internacionalizações (nove golos), com um título mundial (2006) pelo meio, mas, desde essa final em Berlim com a França, que Totti não voltou a vestir a camisola azul. Só que a sua forma actual, 11 golos na presente temporada, levam Prandelli a considerar levar este veterano de 36 anos ao Mundial do Brasil.

Sugerir correcção