Pedro desencadeou a invasão francesa, Valdés repeliu-a

Espanha venceu em França por 1-0 no jogo grande da jornada e assumiu a liderança do Grupo I de qualificação para o Mundial 2014.

Iniesta desarmado no meio-campo francês
Foto
Iniesta desarmado no meio-campo francês AFP

Era um confronto de gigantes o que estava previsto para o Stade de France. Em causa, estava a liderança do Grupo I de apuramento para o Mundial 2014. Em causa estava também o prestígio de duas selecções com os pergaminhos de França e Espanha. No 33.º jogo entre as duas equipas, os campeões europeus e mundiais levaram a melhor (1-0) e assaltaram o comando da classificação, apesar do assédio gaulês à baliza de Victor Valdés.

Para Espanha, perder este jogo significava praticamente hipotecar a qualificação directa para o Brasil, depois do empate recente com a Finlândia. Foi, pois, com cautelas que a equipa de Vicente del Bosque abordou o jogo, se bem que dispôs da primeira grande ocasião para marcar: aos 4’, uma grande jogada de envolvimento atacante terminou com um falhanço incrível de Xavi à boca da baliza. A selecção francesa, comandada por um Franck Ribéry em noite inspirada, responderia aos 39’, mas Valdés ganhou o duelo com o médio do Bayern Munique.

No reatamento, a um arranque morno seguiu-se um período de grande futebol. Aos 58’, Pedro Rodríguez fez o seu quarto golo nesta fase de apuramento, depois de uma grande assistência de Monreal, que substituiu Jordi Alba no lado esquerdo da defesa. Foi o ponto alto da partida para a Espanha e o início da reacção gaulesa.

Aos 64’, Ribéry, muitos furos acima dos companheiros de sector, recebeu a bola à entrada da área, esperou e ofereceu o golo a Matuidi. Valdés respondeu com eficácia. Aos 85’, um livre indirecto foi desviado, de cabeça, na pequena área por Patrice Evra. À queima-roupa, Valdés voltou a repelir o assédio francês e certificou-se de que a Espanha cumpria o 25.º jogo oficial consecutivo sem derrotas pela primeira vez no seu historial.

Cech chega aos 100 jogos
Pouco antes, já a Holanda tinha escrito mais um capítulo da sua caminhada triunfal no Grupo D. A selecção de Louis Van Gaal parece o oposto da de Bert van Marwijk, que saiu de gatas do Euro 2012, e é a única da fase de qualificação europeia a somar por vitórias todos os jogos realizados. Esta terça-feira, bateu a Roménia por 4-0 e atingiu os 18 pontos, graças aos golos de Van der Vaart (11’), Robin van Persie (55’ e 64’) e Jeremain Lens (89’).

Igualmente tranquila foi a noite dos checos. Na Arménia, Petr Cech comemorou da melhor forma a sua 100.ª internacionalização. Não só manteve a baliza intacta, como viu os companheiros fazerem três golos que significaram a segunda vitória da República Checa no Grupo B, que está muito equilibrado no topo da classificação. A próxima meta do guarda-redes do Chelsea serão agora os 118 jogos de Karel Poborsky, um recorde nacional detido por um jogador com passado em Portugal.

Resultados

Grupo A
Sérvia-Escócia: 2-0
Bélgica-Macedónia: 1-0
País de Gales-Croácia: 1-2 

Grupo B
Arménia-Rep. Checa: 0-3
Dinamarca-Bulgária: 1-1
Malta-Itália: 0-2 

Grupo C
Alemanha-Cazaquistão: 4-1
Rep. Irlanda-Áustria: 2-2

Grupo D
Estónia-Andorra: 2-0
Turquia-Hungria: 1-1
Holanda-Roménia: 4-0 

Grupo F
Azerbaijão-PORTUGAL: 0-2
Irlanda do Norte-Israel: 0-2 

Grupo H
Ucrânia-Moldova: 2-1
Polónia-São Marino: 5-0
Montenegro-Inglaterra:1-1

Grupo I
França-Espanha: 0-1
 
 

Sugerir correcção