Torne-se perito

Igreja Ortodoxa perde 100 milhões em Chipre

Foto
Uma igreja ortodoxa em Nicósia Reuters

A Igreja Ortodoxa de Chipre anunciou nesta segunda-feira que o plano de resgate do país lhe vai custar mais de 100 milhões de euros.

“O capital detido pela Igreja, que era superior a 100 milhões de euros, foi perdido”, disse citado pela AFP o arcebispo Crisóstomo II, líder da Igreja, sem dar mais pormenores.

A Igreja Ortodoxa tem acções de várias empresas na ilha, incluindo dos bancos que estão no centro do plano imposto pela troika de credores internacionais.

Além de ter interesses em áreas tão diversas como a hotelaria ou a produção de cerveja, a Igreja Ortodoxa é também a maior proprietária de terrenos em Chipre.

Em Setembro, quando rebentou a crise financeira, a Igreja cortou os salários dos bispos e padres na ordem dos 15 a 25%, embora tenha poupado quem ganhava menos de 1500 euros mensais.

Sugerir correcção