"Não fizemos uma grande exibição, mas fizemos o suficiente para ganhar"

Paulo Bento considera que não houve falta de atitude contra Israel, mas sim de mentalidade.

Paulo Bento lamentou o número de ocasiões de golo falhadas
Foto
Paulo Bento lamentou o número de ocasiões de golo falhadas Jack Guez/AFP

No final do jogo entre Israel e Portugal, Paulo Bento, em declarações à RTP, destacou que a selecção jogou o suficiente para conquistar o triunfo.

"Cada jogo é um jogo. Houve momentos positivos, como a entrada do jogo, que nos deixou em vantagem. Devia ser um reforço para a equipa, mas foi penalizador. Passados alguns minutos, baixámos a intensidade e, a acrescentar a isso, [tivemos] algum défice de agressividade defensiva que permitiu sofrermos os dois primeiros golos. Sem fazer uma exibição demasiado positiva ou brilhante, penso que fizemos outra vez mais do que suficiente para ganhar, em termos de oportunidade de golos", começou por afirmar o seleccionador.

Comentando as hipóteses de golo falhadas, Paulo Bento considerou-as habituais: "Há algo que é nosso, que é a falta de eficácia. Fizemos poucos golos para as oportunidades. O adversário marcou nas três vezes em que rematou. Não fizemos uma grande exibição, mas fizemos o suficiente para ganhar. Também é verdade que devemos viver com as coisas que alcançamos. Marcar aos 2 minutos não pode ser negativo. Fizemos o jogo mais difícil para nós. Houve muita responsabilidade nossa na reviravolta da primeira parte."

Em relação ao jogo de terça-feira, frente ao Azerbaijão, Bento lamentou o desgaste adicional que a partida de Telavive originou na selecção nacional: "Temos de recuperar os jogadores do ponto de vista físico. Corremos mais do que seria necessário se tivéssemos aproveitado o élan do golo aos 2 minutos. O jogo provocou um desgaste físico maior, e também emocional, pois tivemos de recuperar a desvantagem. Por outro lado, mostra o que a equipa é capaz de fazer. Não foi uma questão de atitude, mas de mentalidade. É nosso. Há coisas muito difíceis de mudar. A nossa mentalidade é difícil de mudar."

Sugerir correcção