Ministro francês do Orçamento demitiu-se e já foi substituído por Bernard Cazeneuve

Demissão era esperada na sequência do escândalo de contas na Suíça.

Foto
Novo Ministro do Orçamento do governo francês. Foto: Georges Gobet/AFP

A demissão era esperada, na sequência  do escândalo em que estava envolvido por alegadamente deter contas na Suíça, situação que nesta terça-feira ficou insustentável a partir do momento em que o Ministério Público abriu um processo de averiguações pelos crimes de branqueamento de capitais e fraude fiscal, em que agora o ex-governante é visado.

O escândalo dura há mais de três meses, depois da denúncia feita por um site francês, dando conta de que Jérôme Cahuzac tinha uma conta na Suíça . A denúncia do site, o Mediapart, foi seguida pelo Ministério Público, que entretanto decidiu abriu um processo crime.

Cahuzac sempre desmentiu as acusações, mas a sua permanência no Governo não resistiu à abertura do processo por parte das autoridades judiciais, que alegam ter encontrado indícios fortes para a abertura de um inquérito.