Samsung põe Galaxy S4 à venda em Abril

Ecrã de alta definição, com cinco polegadas, será controlável com o olhar do utilizador. Equipamento vai incluir duas câmaras, uma de 13 megapíxeis e outra de dois.

Exemplar do S4 apresentado em Nova Iorque
Fotogaleria
Exemplar do S4 apresentado em Nova Iorque Allison Joyce/Getty Images/AFP
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria
Fotogaleria

A Samsung é conhecida pelas vendas, agora quer ser conhecida pela inovação. Trata-se de uma linha mestra da empresa sul-coreana de electrónica de consumo que revelou na última noite, em Nova Iorque, o modelo Galaxy S4. Um equipamento que estará à venda em todo o mundo em Abril, para rivalizar com o iPhone da Apple.

A estreia do sucessor do S3, que vendeu mais de 40 milhões de unidades desde o lançamento, foi feito no Radio City Hall, perto da Broadway, e teve muita pompa. Porém, o mercado não se deixou impressionar nas primeiras horas: as acções da Samsung começaram, esta sexta-feira, a cair 1,7% na bolsa de Seul, após a apresentação, segundo dados referidos pela BBC.

Para os consumidores, porém, este anúncio pode gerar mais expectativas, tendo em conta a direcção que a empresa quis tomar e prometeu concretizar com o novo equipamento, que pesa 130 gramas. É ligeiramente mais delgado (7,9 mm) e leve do que o S3.

As grandes diferenças entre S3 e S4 são, como já era antecipado por analistas de mercado, ao nível do software: os engenheiros da Samsung imaginaram um smartphone que se controla sem tocar e, por isso, equiparam a mais recente versão Galaxy com um conjunto de funções que poderão atrair fiéis e novos utilizadores. O controlo passa da ponta dos dedos para o movimento dos olhos.

Com a função "smart pause" bastará tirar os olhos do ecrã para interromper um vídeo. Com o "smart scroll", será possível navegar pelos menus, encarregando-se o software de analisar os movimentos do rosto e dos pulsos. Ao ouvir música, pode-se passar para a frente ou para trás com um simples gesticular de dedos no ar. Algumas destas funcionalidades já existem nos tablets da marca, sendo portanto uma adaptação aos smartphones da família S, que já vendeu, no total, 100 milhões de exemplares até agora.

O sistema operativo continuará a ser Android, mas o processador será um de dois, dependendo do mercado: ou um 1.9Ghz quad-core ou um 1.6 octa-core.

O S4 terá duas câmaras. A principal, de 13 megapíxeis, estará montada nas costas do telemóvel. Na parte da frente haverá uma câmara de dois megapíxeis. O modo Dual Camera permitirá usar as duas em simultâneo.