Governo espera que decisão da S&P seja uma inversão de tendência

A revisão da perspectiva da S&P sobre Portugal é uma "excelente notícia" para o Governo, que insiste na necessidade de cumprir com o programa de ajustamento.

Foto
Marques Guedes diz que credibilidade do país depende do cumprimento do programa de ajustamento Pedro Cunha

“Trata-se, esperamos nós, da inversão de uma tendência muito negativa que muito tem penalizado” o país, disse Luís Marques Guedes, durante a conferência de imprensa do Conselho de Ministros desta quinta-feira.

O secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros lembrou que a inversão de tendência para uma maior credibilidade de Portugal no estrangeiro “dependerá da continuação da determinação do país no cumprimento do programa de ajustamento”.

A Standard & Poor’s alterou nesta quinta-feira de “negativa”para “estável” a perspectiva de solvabilidade do país em relação aos pagamentos de dívida a longo prazo. A agência justifica a decisão com o apoio manifestado esta semana pelos ministros das Finanças da União Europeia para o prolongamento dos prazos do pagamento dos empréstimos europeus.

Para além do mais, a Standard & Poor’s espera que a troika seja favorável a uma diminuição do esforço do ajustamento orçamental, já que a conjuntura económica portuguesa piorou além do esperado.   

O rating sobre a dívida portuguesa manteve-se no nível especulativo BB, dois níveis abaixo do “lixo”.

Sugerir correcção
Comentar