Presidente do Irão enaltece “mártir” Hugo Chávez e fala de doença “suspeita”

Venezuela é o principal aliado do Irão na América Latina. Ahmadinejad perdeu um "irmão".

Foto
Presidente do Irão diz que talvez vá ao funeral de Chávez OSMAN ORSA/Reuters

Numa carta em que envia as condolências pela morte de Hugo Chávez, Ahmadinejad afirma que o seu homólogo venezuelano morreu com “uma doença suspeita”. E acrescenta: “Eu não tenho dúvidas de que ele vai voltar, ao lado de Jesus virtuoso e do Homem perfeito”, numa referência à crença xiita no regresso do 12.º imã para salvar o mundo.

Interrogado pela imprensa iraniana sobre se irá ao funeral de Chávez, previsto para sexta-feira, Ahmadinejad disse que é “possível”. O governo iraniano decretou nesta quarta-feira um dia de luto nacional.

A Venezuela é o principal aliado do Irão na América Latina. Os dois países, unidos pelo seu anti-americanismo, desenvolveram importantes relações económicas e políticas nos últimos anos.

Ahmadinejad tinha elogiado o seu “irmão” Hugo Chávez quando este foi reeleito em Outubro. Chávez tinha feito 13 visitas ao Irão desde 1999 e o Presidente do Irão deslocou-se seis vezes à Venezuela desde 2005.