Assunção Cristas diz que mar pode aumentar PIB até 4% até 2020

A reunião ministerial desta quarta-feira resultou num documento de estratégia nacional para o mar até 2020. Assunção Cristas afirma que PIB português pode aumentar 4%.

Assunção Cristas diz que é chegado o momento de "transformar o potencial em real"
Foto
Assunção Cristas diz que é chegado o momento de "transformar o potencial em real" Fernando Veludo

O desenvolvimento da Economia do Mar permitirá que este sector contribua em 50% para a criação de riqueza nacional até 2020, assegurou, nesta quarta-feira, a ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas.

No final da reunião interministerial para os Assuntos do Mar, Assunção Cristas afirmou que foi aprovado um documento de estratégia nacional para o mar que prevê que haja“uma contribuição directa do sector do mar em 50% para o crescimento da economia nacional até 2020, o que corresponderá a valores entre os 3 e 4% do Produto Interno Bruto (PIB)”.

Com este documento, o Governo procurou “relançar e rever” o debate sobre a estratégia nacional para o mar, tendo uma visão “muito clara”: “A de transformar o potencial que o mar português é neste momento, numa realidade para o aproveitamento de recursos e para a valorização do ponto de vista económico, social e ambiental, em benefício de todos os portugueses”, salientou a ministra.

Assunção Cristas sublinhou que, actualmente, a economia do mar emprega em Portugal mais de 100 mil pessoas, que produzem uma riqueza superior a 8000 milhões de euros, ou seja, cerca de 2,4% da população nacional e 2,3% do emprego em Portugal. “Estamos no momento de transformar o potencial em real”, sublinhou.

O documento, que vai estar em discussão pública a partir de 1 de Março e por um período de 90 dias, convoca os portugueses a acrescentarem “a sua visão” do que deve ser o futuro do mar em Portugal. Para Assunção Cristas, a gestão das oportunidades do mar é, em particular, “uma actividade transversal aos vários ministérios económicos do Governo” e depende, em última análise, da mobilização das empresas.

Como prioridades estratégicas da política do mar da União Europeia para 2013/2014 são contemplados cinco eixos fundamentais: energia "azul", aquicultura, turismo marítimo, costeiro e de cruzeiros, recursos minerais marinhos e biotecnologia "azul".