Bruno de Carvalho lança críticas a José Couceiro

As eleições do Sporting começam a aquecer com a troca de acusações entre candidatos.

Bruno de Carvalho critica procedimentos da lista de José Couceiro
Foto
Bruno de Carvalho critica procedimentos da lista de José Couceiro Nuno Ferreira Santos

Bruno de Carvalho, candidato à presidência do Sporting, diz que há listas adversárias a quererem “ardilosamente” colocar pessoas “não escrutinadas” no clube após as eleições.

Num comunicado enviado nesta quarta-feira às redacções, Bruno de Carvalho aponta o dedo à lista encabeçada por José Couceiro, embora nunca refira o nome do adversário na corrida à presidência do Sporting. “E, mais uma vez, verifico, com muita tristeza e indignação, que a minha frontalidade e a minha transparência não foram acompanhadas por outras candidaturas, que, com jogos e acordos de bastidores, apresentaram listas curtas e incompletas, com a intenção de poderem ardilosamente colocar à socapa no clube e na SAD, depois das eleições, pessoas não escrutinadas nem eleitas pelos sócios do Sporting”, lê-se no texto.

Uma crítica velada a Couceiro e a João Pedro Paiva dos Santos, que abdicou a favor do antigo treinador, mas não chegou a apresentar uma lista ao conselho leonino.

“O ardil falhado de listas que não se apresentaram completas para aproveitarem a boleia de outras – que, desistindo a seu favor para o conselho directivo, se candidatariam apenas ao conselho leonino, mas que a conjunta incompetência não conseguiu concretizar – levou a que tivessem posteriormente de avançar com a desculpa atabalhoada de que tal se teria devido apenas ao desejo de extinção do conselho leonino”, acusa Bruno de Carvalho.

Os órgãos sociais do Sporting demitiram-se em bloco a 4 de Fevereiro, tendo sido marcadas eleições para 23 de Março, após um entendimento entre os presidentes do conselho directivo, Godinho Lopes, do conselho fiscal e disciplinar, João Mello Franco, e da mesa da assembleia-geral, Eduardo Barroso.

A mesa da assembleia-geral tinha convocado uma reunião magna para 9 de Fevereiro, requerida por um grupo de sócios com vista à destituição de Godinho Lopes, que foi desmarcada após a renúncia dos órgãos sociais do clube lisboeta.

São três as listas candidatas à presidência do Sporting, encabeçadas por Carlos Severino, Bruno de Carvalho e José Couceiro.