Carlos Severino desagradado com as críticas de Jesualdo aos jogadores

Em causa as declarações do treinador do Sporting após a derrota dos “leões” frente ao Estoril

Carlos Severino crítico com Jesualdo Ferreira
Foto
Carlos Severino crítico com Jesualdo Ferreira DR

Carlos Severino, o candidato da Lista A às eleições do Sporting do próximo dia 23 de Março, não gostou da forma como o actual treinador dos sportinguistas criticou o avançado Ricky Van Wolfswinkel e o guarda-redes Rui Patrício, após a derrota com o Estoril. “Jesualdo Ferreira tem de defender o Sporting. Se ele defende outra situação, fico preocupado. Ele já foi treinador do FC Porto e desvalorizou Rui Patrício e Wolfswinkel. Não gostei dessa atitude”, referiu Carlos Severino, nesta terça-feira, preocupado com a proximidade do clássico com FC Porto, no próximo sábado, a contar para a 21.ª jornada da Liga.

Numa conferência de imprensa realizada em Loures e em que o tema principal foi o futebol profissional, Severino, 59 anos, ex-jornalista e assessor do presidente da câmara de Loures, Carlos Teixeira, que encabeça a sua lista para a Assembleia Geral, também falou das contratações e salários do clube “leonino”. “Defendemos que não se gaste nem mais um cêntimo em contratações (e salários) milionários, de parco retorno desportivo e financeiro, e que, ano após ano, têm vindo a contribuir para a degradação da situação financeira do Sporting Clube de Portugal.”

Aquele que foi o responsável pela comunicação do Sporting durante oito anos e teve uma ligação profissional forte à presidência de Dias da Cunha, defende o regresso à formação como principal solução para a diminuição de salários: “O Sporting irá contar com o apoio de uma equipa especializada de cinco elementos, os quais irão trabalhar connosco diariamente no sentido da valorização profissional dos nossos técnicos, e na implementação de uma filosofia desportiva transversal a todas as equipas de futebol do Sporting Clube de Portugal. O objectivo será o de fornecer a equipa principal com jogadores de elevada qualidade, provenientes dos escalões de formação.” Severino considera que os “leões” têm “petróleo em Alcochete” e assume que quer “uma equipa de futebol composta, em larga maioria, por jogadores oriundos dos escalões de formação, e cujos direitos económicos pertençam, na sua totalidade, à Sporting, SAD”.

Na véspera, Carlos Severino afirmou ser inconcebível que o Sporting só tenha dinheiro para pagar salários até ao fim do mês. Esta situação fez com que o líder da lista A prometesse levar a Polícia Judiciária ao estádio José Alvalade para averiguar a situação financeira do clube, caso ganhe as eleições.