Mensagens de amor colocadas no... vidrão

Projecto “PingAmor” transformou um vidrão numa espécie de marco do correio. Criadores esperam que no seu interior sejam colocadas garrafas com mensagens de amor

É uma imagem que faz parte do nosso imaginário: uma mensagem dentro de uma garrafa que alguém atirou ao mar. Agora, podes pintar a mensagem numa garrafa e atirá-la… ao vidrão.

 

O projecto "PingAmor” transformou um vidrão num marco do correio. Só tens de escrever a tua mensagem numa garrafa, fotografá-la, partilhar a imagem na página do projecto e, por fim, colocar a garrafa no vidrão, para que seja reciclada.

PÚBLICO -
Foto
DR

 

Quem não tiver oportunidade de se deslocar até este vidrão, em Lisboa, pode colocar a sua garrafa noutro vidrão qualquer e partilhar a fotografia na mesma página.

 

A arte com utilidade

“É a mensagem numa garrafa dos tempos modernos. Quisemos conferir uma vertente utilitária à arte. Esta iniciativa foi um bom pretexto para alertarmos para as questões ambientais e para a importância da reciclagem”, explica ao P3 César Sousa, um dos responsáveis pelo projecto.

 

O vidrão encontra-se no Largo das Portas do Sol, em Lisboa, um local escolhido pelo seu romantismo, conta César Sousa. “Não queríamos uma zona residencial, escolhemos um lugar turístico. O contexto ajuda a que as pessoas participem nesta iniciativa.”

 

Um dos receios da equipa acabou por se confirmar: a caneta que foi colocada junto ao vidrão foi roubada. Surgiu o plano B: nos restaurantes próximos do vidrão, existem garrafas com instruções para participar no ‘PingAmor’ e canetas para escrever nas garrafas. “Acabámos por envolver os comerciantes no projecto. Se uma pessoa sair de um restaurante e colocar a garrafa no vidrão, será uma vitória”, diz César Sousa.

 

Para além deste redactor publicitário, participaram neste projecto os designers Jorge Dias (um dos vencedores do concurso Lotaria à Portuguesa) e Teresa Moreira. Esta iniciativa insere-se no programa Reciclar o Olhar, promovido pela Galeria de Arte Urbana da Câmara Municipal de Lisboa.