TVI nega acusação de censura

Peça sobre SIRESP não foi emitida num noticiário, motivando queixa de jornalista, mas foi para o ar no dia seguinte.

Foto
A peça foi para o ar no dia seguinte, na TVI 24 Nelson Garrido

Em causa estava uma peça sobre o Sistema Integrado das Redes de Emergência e Segurança de Portugal (conhecido pela sigla SIRESP), que não foi incluída num noticiário de 26 de Janeiro, para o qual tinha sido elaborada. A TVI informou que a peça foi para o ar no dia seguinte, no programa 25.ª Hora, na TVI 24.

“Estas acusações são ofensivas e não correspondem à verdade, pondo em causa a boa prática jornalística da TVI, afectando assim a  reputação e o bom-nome  da TVI – elevisão Independente, S.A. – da respetiva directora adjunta de informação, Judite Sousa”, lê-se no comunicado, emitido na sequência do artigo do PÚBLICO. A nota acrescenta: “A TVI condena e repudia qualquer exercício de censura."

O PÚBLICO contactou para o artigo (publicado na edição impressa e na edição online para assinantes) a jornalista Ana Leal, que não quis fazer declarações, bem como Judite Sousa, que afirmou: “A Ana Leal nunca falou comigo sobre essa reportagem. Quem decide sobre a organização e a gestão da informação são os directores."

Na entrevista que deu esta semana ao PÚBLICO, o director de informação da TVI, José Alberto Carvalho, confirmara a “participação” da jornalista ao conselho de redacção, mas afirmou então que não tinha tido tempo de a ler.

Nenhum dos responsáveis pela informação da TVI disse ao PÚBLICO que a peça em causa já tinha sido emitida.