PSA de Mangualde recupera terceiro turno

Foto

A PSA Peugeot Citroën Mangualde, onde são produzidos os veículos Citroën Berlingo e Peugeot Partner, anunciou que vai contratar mais 300 trabalhadores a partir de Abril e com isso criar o terceiro turno dentro da unidade.

No momento em que o mercado europeu atravessa uma crise de vendas, a marca diz que os dois modelos, tanto na Europa como em Portugal, têm "popularidade", o que obrigou a Peugeot-Citroen a voltar a acrescentar um terceiro turno na produção de modo a atingir um volume de 60.000 veículos anuais, o que significa mais 285 veículos produzidos por dia.

Este acréscimo serve de contraste à situação de Abril de 2012, altura em que a empresa decidiu reduzir o número de turnos de três para dois, despedindo 350 trabalhadores de modo a reagir ao volume anual de 43.950 veículos exigido pela crise.

A produção dos dois modelos tem sido caracterizada por alguma volatilidade do mercado. Quando o terceiro turno arrancou em 2010, os trabalhadores foram contratados por seis meses e para responder à absorção das funções de soldadura da fábrica de Vigo.

Noventa e cinco por cento das vendas da fábrica destinam-se à exportação. Esta decisão aumenta em 36% a produção desta unidade e eleva para 1150 o número de empregados.