Neuer: “Ser guarda-redes do Bayern é aborrecido”

O dono da baliza do Bayern queixa-se de que lhe falta acção durante os jogos.

A bola anda sempre longe de Neuer e o guarda-redes aborrece-se
Foto
A bola anda sempre longe de Neuer e o guarda-redes aborrece-se Kai Pfaffenbach/Reuters

A baliza do Bayern de Munique pode ser um lugar aborrecido, sobretudo pela falta de actividade. A equipa orientada por Jupp Heynckes (a quem Pep Guardiola sucederá na próxima temporada) faz da solidez defensiva uma imagem de marca. E ainda não sofreu golos em 2013.

“Depois de alguns jogos, nem preciso de tomar banho”, gracejou Manuel Neuer, guarda-redes da equipa que, esta noite (19h45, SP-TV1), defronta o Arsenal, na primeira mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões.

O Bayern de Munique sofreu sete golos na Champions, e outros tantos na Bundesliga. “Às vezes, torna-se aborrecido estar na baliza. Mas é importante continuar a comunicar com a minha defesa”, notou Neuer, citado pelo The Telegraph.

“O segredo do Bayern é que toda a equipa defende e cobre bem os espaços. Tentamos recuperar imediatamente a posse de bola”, acrescentou o guarda-redes internacional alemão.

Nos três jogos já disputados em Fevereiro, o Bayern obteve outras tantas vitórias, e concedeu um reduzido número de remates à sua baliza. Os bávaros bateram o Mainz (3-0) e o Schalke 04 (4-0) sem que o adversário conseguisse rematar uma única vez à baliza, conta o mesmo diário britânico. No total, foram 268 minutos sem permitir um remate, até que o Wolfsburgo deu trabalho a Neuer. Mas, mesmo assim, acabou por perder (0-2).

Sugerir correcção