Chef Ferran Adrià a caminho de Hollywood

Ficção sobre o último ano do restaurante elBulli, que chegou a ser o melhor do mundo, está já a ser preparada. Adrià está entusiasmado com o projecto e quer ver o filme estrear em 2014.

Foto
Feran Adrià fotografado no restaurante elBulli em 2008 Rui Gaudêncio

Como se isto não bastasse, quando era longuíssima a lista de espera para provar as iguarias saídas da sua cozinha revolucionária do elBulli, decide fechar o restaurante e partir numa viagem planetária, só para aprender. Assim se resume a história do chef espanhol Ferran Adrià, que agora deverá ser adaptada ao cinema.


Segundo a edição online do Independent deste domingo, a Vendome Pictures anunciou a semana passada que fará uma “versão ficcionada” do último ano no elBulli que será, ao mesmo tempo, um retrato do intenso e exigente programa de formação que Adrià promovia no seu restaurante da Costa Brava.

Para que isso aconteça, o elBulli vai reabrir temporariamente no final deste ano – ao longo de algumas semanas, Adrià treinará, ele mesmo, os actores seleccionados, noticiou a agência Associated Press (AP). É que, até para fingir que fazem parte de uma máquina que transformava ideias em revoluções culinárias para levar à mesa, é preciso saber, defende o chef espanhol.

O filme tem por base o livro de Lisa Abend The Sorcerer’s Apprentices: A Season in the Kitchen at Ferran Adrià’s elBulli. Nela a autora segue 30 dos aprendizes que todos os anos chegavam às mãos do chef, escolhidos entre milhares de candidatos. E mostra como o seu trabalho se podia tornar, muitas vezes, penoso e entediante, tudo em nome de um prato fantástico que nunca antes tinha sido feito.

O projecto de transpor Adrià e o seu elBulli para o cinema – promovendo a cozinha, mas também a cultura do restaurante – começou em 2011, ano em que o próprio chef entregou o manuscrito de Lisa Abend ao produtor Jeff Kleeman.

Apesar de não estarem ainda escolhidos o realizador nem os actores, garante o Independent que Adrià, muito entusiasmado com o filme, gostava de estreasse no próximo ano, para coincidir com a abertura da Fundação elBulli, instituição que criou para assegurar a sua herança culinária. O lugar onde no passado funcionou o restaurante – que não tenciona voltar a abrir – será instalado o arquivo e um centro dedicado à inovação na cozinha.

“[O filme] será uma homenagem às 2000 pessoas que passaram pelo restaurante nos seus 25 anos, que ajudaram a criar o seu espírito”, disse Adrià, que já em 2011 participara num documentário para televisão - elBulli: Cooking in Progress.
 

Sugerir correcção
Comentar